Polícia Civil indicia MC Guimê e Cara de Sapato por importunação sexual

Durante uma festa do BBB em março, Guimê passou a mão na mexicana Dania Mendez e Cara de Sapato tentou beijá-la. Direção do reality show entendeu que eles contrariaram as regras do programa e a dupla foi expulsa.

Cara de Sapato e MC Guimê na casa do ‘BBB 23’ — Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil do RJ concluiu o inquérito que investigava o cantor Guilherme Aparecido Dantas Pinho, o MC Guimê, e o lutador Antônio Carlos Coelho de Figueiredo Barbosa Júnior, conhecido como Cara de Sapato pelo crime de importunação sexual. A dupla foi indiciada pelo crime. O inquérito foi enviado para o Ministério Público.

O cantor e o lutador teriam abusado da mexicana Dania Mendez durante uma festa dentro da casa do Big Brother Brasil (BBB), em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, onde os três estavam confinados.

Durante a festa do líder realizada na noite de quarta para quinta, Guimê passou a mão no corpo de Dania Mendez, mexicana que entrou na casa para um intercâmbio, sem o consentimento dela. Cara de Sapato deu um beijo e fez contatos físicos forçados em Dania. Guimê e Cara de Sapato foram eliminados do programa por conta do fato.

“A defesa discorda frontalmente do entendimento da delegada, porque, embora o crime de importunação sexual independa de iniciativa da vítima, o Estado e a lei penal não podem desprezar a manifestação clara, lúcida e espontânea da vítima no sentido de que, no seu juízo íntimo, não houve importunação, constrangimento ou desrespeito”, disse Ricardo Sidi, advogado de Cara de Sapato.

O g1 entrou em contato com a assessoria de imprensa de MC Guimê. No entanto, ainda não obteve retorno.

A delegada Viviane da Costa Ferreira Pinto, titular da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, enviou o relatório ao Ministério Público do Estado (MPRJ), que foi recebido nesta quarta-feira (26).

Agora, caberá a 2ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Violência Doméstica da Área Oeste denunciar ou não a dupla. O caso está sob sigilo.

A investigação contra Guimê e Cara de Sapato foi aberta no dia 16 de março e durou pouco mais de um mês. As equipes de Cara de Sapato e de Guimê pediram desculpas pelas atitudes dos participantes ao longo do dia.

Fonte: g1

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos