Triplo homicídio teria sido motivado por espancamento de mulher, diz PC

O triplo homicídio, ocorrido na noite de quinta-feira, 27, na Cachoeira do Meirim, Complexo Benedito Bentes, teria sido motivado pelo espancamento de uma mulher, que seria parente de um dos autores do crime. A informação foi repassada na tarde desta sexta-feira, 28, pelo delegado Arthur César, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ainda de acordo com dados do delegado, cinco pessoas, sendo três irmãos, são responsáveis por sequestrar quatro jovens no bairro das Piabas, no Jacintinho, e levá-los para execução no Benedito Bentes. No entanto, um adolescente de 17 anos conseguiu fugir e pedir ajuda.

“É um crime que a gente já tem a motivação e autoria completa. Todos eles são traficantes de drogas, inclusive algumas das vítimas também. Mas a motivação teria sido pelo fato de uma mulher ser espancada. Ela é parente de um dos autores. Em razão deste suposto espancamento, eles decidiram se vingar destes indivíduos”, informou o delegado à imprensa.

Para atrair as vítimas, o grupo chamou os jovens para consumir maconha juntos no bairro das Piabas. Depois de algumas horas, os amigos foram sequestrados, amarrados, amordaçados e levados à região do Benedito Bentes. “Iam matar os quatro. Eles atraíram estas pessoas alegando que iriam fumar maconha, curtindo por três horas. Depois que acabaram de consumir a droga, eles começaram a praticar a ação. Sequestraram estas pessoas, algemaram e levaram o Benedito Bentes. A gente acredita que eles  fizeram todo este trajeto do Jacintinho até o Benedito Bentes para dificultar a investigação, mas uma das vítimas sobreviveu e esclareceu tudo”, disse o delegado.

Em depoimento, o sobrevivente contou à polícia que após chegar ao canavial, ele aproveitou um descuido dos elementos para fugir.  Ele afirmou ainda que os assassinos ainda efetuaram mais dez disparos contra o local onde ele estava.

“Ele ficou escondido na mata até que ouviu os assassinos irem embora. Esperou mais um pouco e foi para a rodovia amarrado e amordaçado para pedir ajuda. As pessoas não pararam para ajudar até por medo, mas um dos motoristas acionou a PM que atendeu ao chamado e foi até jovem. Ele contou o ocorrido e levou os policias ao local onde estavam os amigos já mortos. Tinham sido executados” relatou.

Os irmãos acusados do crime possuem passagem pela polícia por tráfico de drogas, roubos e homicídios. A Polícia Civil continuam as buscas pelos acusados a fim de prendê-los.

Aqueles que tiverem informações sobre o paradeiro do grupo podem entraram em contato com a PC/AL por meio do disque denúncia 181. O sigilo será mantido.

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos