BRK é autuada pela Prefeitura de Maceió por lançamento irregular de esgoto

Despejo irregular foi flagrado em dois pontos da rede de drenagem na Rua Joaquim Nabuco, no bairro Farol

Vinícius Teodósio/Ascom Semurb

Teste com corante vermelho foi realizado pela equipe da Operação Línguas Sujas

Após mais um flagrante durante a Operação Línguas Sujas, da Prefeitura de Maceió, a BRK Ambiental foi novamente autuada nesta terça-feira (5). Equipes de fiscalização verificaram o despejo irregular de esgoto da empresa na rede de águas pluviais, em dois pontos da Rua Joaquim Nabuco, no bairro Farol.

As autuações foram emitidas devido a infrações que violam o Código Municipal de Meio Ambiente, o qual proíbe o lançamento de esgoto, mesmo que tratado, nas praias ou na rede de águas pluviais.

A gestão ressalta que a BRK, empresa encarregada do abastecimento de água e tratamento de esgoto na capital, possui histórico de reincidência em infrações ambientais, sendo responsável por metade das autuações emitidas pela pasta ambiental no mês de agosto deste ano.

Leia Também: BRK Ambiental lidera número de infrações ambientais em agosto

Operação Línguas Sujas

A Operação Línguas Sujas, em andamento desde 2022, é uma iniciativa contínua que envolve equipes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb) e da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra).

“Durante a fiscalização, observamos uma quantidade significativa de esgoto sendo despejada no sistema de drenagem. Com isso, iniciamos uma inspeção minuciosa para verificar a responsabilidade, tendo em vista que a região possui sistema de saneamento e rede coletora de esgoto. Com os testes foi comprovada as ligações clandestinas e agora a empresa terá que realizar o reparo”, afirmou o coordenador de drenagem da Seminfra, Gabriel Rodas.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo, Marcos Cavalcanti, destacou o trabalho incansável das equipes de fiscalização nas ruas em prol da aplicação do Código Ambiental.

“Contamos com uma equipe eficiente e dedicada, que está nas ruas, todos os dias, para investigar denúncias e realizar fiscalizações. O lançamento irregular de esgoto é nocivo ao meio ambiente e à saúde pública. Estamos comprometidos em tomar medidas rigorosas para responsabilizar aqueles que violam nossas leis ambientais”, afirmou o secretário.

Veja Mais:

BRK é autuada por ligação clandestina de esgoto na Cambona

BRK é autuada por lançamento irregular de esgoto no sistema de drenagem na Ponta Verde

IMA autua BRK por lançamento de efluente na Ponta Verde

Línguas Sujas: BRK Ambiental é autuada por despejo de esgoto na Ponta Verde

Como denunciar?

A população pode denunciar casos de vazamento de esgoto, ligações clandestinas ou águas contaminadas pelo número (82) 3312 5242 de segunda a sexta, das 9h às 14h ou enviando um e-mail para o endereço eletrônico: coord.fiscalizacaoambiental@sedet.maceio.al.gov.br.

Posicionamento da BRK

A BRK informa que a referida estrutura de esgotamento sanitário não foi construída pela empresa, que chegou à Região Metropolitana de Maceió justamente para resolver problemas antigos como esse, a partir de sua capacidade técnica e de investimento. A BRK não se eximirá de nenhuma responsabilidade contratual, incluindo as adequações necessárias da infraestrutura que já existia antes da operação da empresa.

De acordo com o diretor operacional da BRK em Alagoas, Wilson Bombo, a empresa já começou a atuar no local e todas as tratativas estão sendo tomadas para resolver a demanda em questão.

“A BRK chegou justamente para solucionar ocorrências e questões como essa, promovendo melhorias no sistema. O contrato de concessão assinado prevê que essas situações serão adequadas e solucionadas conforme o avanço das obras que serão realizadas pela empresa. Nossa equipe já está em campo realizando um diagnóstico minucioso para solucionar o caso”, afirmou o diretor operacional, Wilson Bombo.

A BRK reforça que tem colaborado com a identificação de ligações indevidas de esgoto por meio do Programa Saneamento a Limpo. Até o momento, mais de 20 mil vistorias foram realizadas, e foram enviados à Prefeitura de Maceió mais de 500 casos com diversas irregularidades constatadas. Cabe à prefeitura municipal realizar as adequações necessárias para a preservação adequada do meio ambiente.

A empresa reitera ainda o seu compromisso em continuar trabalhando para a melhoria contínua dos serviços de saneamento na Região Metropolitana de Maceió e assegura seu empenho em solucionar os problemas históricos que afetam a qualidade de vida dos moradores da região.

BRK

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos