Suspeitos que mataram homem em escola procuraram vítima de sala em sala, relata aluna

Comunidade escolar foi mobilizada na manhã desta terça, após homicídio

O tiroteio ocorrido – na manhã desta terça-feira (28) – na Escola Estadual Fernandes Lima, no bairro do São Jorge, deixou uma pessoa morta e vários pais e alunos ficaram desesperados.

O Alagoas 24 Horas conversou com a mãe de uma aluna que estava na escola no momento do crime.

Segundo ela, sua filha não sofreu nenhum ferimento e está bem. A aluna relatou aos pais de que o criminoso entrou na unidade escolar.

Ainda segundo a menor, os suspeitos estavam procurando a vítima de sala em sala. A vítima foi identificada como José Ferreira da Silva, reeducando em regime aberto, que trabalhava na escola a partir de um convênio com a Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

No momento do crime, o vigilante da escola também foi ferido a tiros. Ele foi pego de surpreso e relata ter visto apenas uma pessoa. Ele foi levado ao Hospital Geral do Estado (HGE) e, inicialmente, não corre risco de morte.

Ainda não há informações sobre a identidade do autor dos disparos.

AMEAÇA NEGADA

A Polícia Militar não confirmou que o suspeito percorreu as instalações das escola, ao contrário do informado pela mãe da aluna. A Secretaria de Educação, por sua vez, disse que avalia se existem imagens que registraram o momento do crime.

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos