Réu é condenado a quatro anos de prisão por tentativa de homicídio contra pessoa em situação de rua

Rafael Rogério da Silva foi condenado a quatro anos de detenção em regime aberto por tentativa de homicídio contra André Luiz de Lima, fato ocorrido em 2016. De acordo com o Ministério Público de Alagoas, somam-se ao crime o motivo torpe e o uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, tese que foi acatada pelo Conselho de Sentença. O julgamento foi realizado nesta terça-feira (23).

O promotor de Justiça Antônio Vilas Boas relata que o crime ocorreu em março de 2016 no bairro Prado, em Maceió. André, que à época tinha 15 anos de idade e vivia em situação de rua, transitava por uma via, quando foi abordado por um adolescente, que o convidou para fazer um “programa”. A vítima negou-se e passou a caminhar com mais pressa, quando foi derrubado no chão pelo acusado, que passou a golpeá-la com um facão.

Leia também: Acusado de tentar matar menor após recusa de programa vai a júri popular

Enquanto isso, o adolescente segurou André e um terceiro indivíduo também passou a participar do ato de violência, que somente cessou quando uma viatura passou pelo local, dispersando os agressores. Tempo depois, o acusado foi encontrado pela Polícia Militar no Hospital Geral do Estado, tendo em vista que, durante as agressões, ele acabou tendo a sua mão ferida.

Após a atuação do MPAL, Rafael Rogério foi condenado por tentativa de homicídio qualificado por motivo torpe e por recurso que impossibilitou a defesa da vítima. Sobre o motivo torpe, o acusado afirmou que André Luiz teria tentado assaltar a sua mãe.

Sobre o uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, o promotor de Justiça Vilas Boas destaca que a vítima estava desarmada, além de ter sido atacado por três pessoas.

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos