São João de Maceió vai pagar mais da metade das atrações de palco com verbas de patrocínio

Versão 2024 do evento atrai apoiadores nacionais e se torna ainda mais sustentável

Secom Maceió

A prefeitura de Maceió chega à terceira edição do São João Massayó com um modelo de financiamento ainda mais sustentável. Após o enorme sucesso das duas primeiras versões, o evento despertou interesse de patrocinadores públicos e privados, que vão apoiar a programação. Os valores injetados pelo time de patrocínio correspondem a mais da metade dos investimentos com atrações de palco.

Um dos exemplos da gestão financeira é a licitação dos espaços reservados aos camarotes, que rendeu à prefeitura cerca de R$ 1 milhão. Os camarotes ocupam 12% da área total da praça de shows, garantindo que 88% dos espaços no local sejam inteiramente gratuitos. Com o atual modelo, os patrocinadores fazem o aporte financeiro transferindo os recursos para a Fundação de Cultura de Maceió (Fmac), que faz os pagamentos aos artistas contratados. Outras cidades do Nordeste com São João consolidado, como Caruaru (PE) e Campina Grande (PB) seguem padrões semelhantes, com os patrocinadores arcando com a maior parte dos custos.

Em 2023 o São João de Maceió movimentou R$ 351 milhões na economia local, segundo pesquisa realizada pelo trade turístico da capital alagoana, com ocupação hoteleira recorde para o período, tradicionalmente conhecido como baixa estação.

Fonte: Secom Maceió

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos