Perito criminal alagoano participa de curso sobre Perícia em Licitações de Obras e Serviços de Engenharia em Brasília

Chegada de novos peritos criminais e investimento em qualificação irá expandir o atendimento do Instituto de Criminalística com a criação de novos setores

Quando se fala em perícia criminal, logo se pensa em crimes contra a vida, mas, existem muitos outros campos de atuação, como o combate a crimes contra as finanças e a administração pública. Investigações que visam a correta aplicação do dinheiro pago pelo contribuinte em obras financiadas pelo Estado.

Por esse motivo, a Polícia Científica de Alagoas vem investindo cada vez mais na qualificação das equipes, uma delas é a engenharia legal. Esta semana, o perito Criminal Charles Mariano, chefe especial do Instituto de Criminalística de Maceió (ICM) está participando do III Curso de Perícias em Licitações de Obras e Serviços de Engenharia.

Ascom Polc/AL

Perito Criminal Charles Mariano, chefe especial do Instituto de Criminalística de Maceió (ICM) durante o III Curso de Perícias em Licitações de Obras e Serviços de Engenharia.

Iniciado na última segunda-feira (10), o curso de duração de uma semana, está sendo realizado no Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal, em Brasília. A instrução está sendo oferecida pelo Serviço de Perícias de Engenharia (Sepeng) e da Divisão de Perícias Digitais, Contábeis e de Engenharia da Polícia Federal (DPDCE).

A perícia de engenharia legal pode ser demandada para auxiliar em apurações envolvendo obras públicas custeadas com recursos federais, estaduais e convênios firmados com estados e municípios. Além de evitar desperdício de gastos públicos, ela garante mais segurança à população.

Charles Mariano explicou que vem desde 2023 participando e indicando peritos da Polícia Científica de Alagoas a fazerem cursos da área de engenharia legal. O perito contou que após algumas etapas preliminares do planejamento estratégico serem concluídas, além da melhoria dos indicadores de exames pendentes, o IC da Capital procura expandir a gama de exames disponíveis, tendo a Engenharia Legal como um dos focos.

“Dentro desta área, as perícias em licitações de obras e serviços de engenharia é uma das oito categorias de estudo. Outros peritos, também engenheiros, participaram de cursos na área, como, por exemplo, no curso de avaliação de imóveis no mês passado, e, esta massa crítica de conhecimento está sendo organizada e estruturada para os objetivos do órgão”, afirma o perito criminal.

Engenheiro de formação, o chefe do IC de Maceió, disse ainda que o Instituto de Criminalística está na fase de conhecer e entender os exames da referida área. Com a chegada dos novos peritos criminais e dos cursos que estão sendo realizados, ele espera que em algum momento do ano de 2025, seja possível expandir o atendimento com a criação de novos setores, tais como engenharia legal.

Fonte: Ascom Polc/AL

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos