Bonecos das Alagoas é o único selecionado para representar o Brasil em Festival Mundial de Folclore na Europa

Trupe Canguelê apresentará o espetáculo "Além do Mar - Folguedos das Alagoas em um intercâmbio cultural com outros 11 países

A Trupe Canguelê – Bonecos das Alagoas foi escolhida para representar o Brasil em um dos maiores festivais mundiais de folclore, o Festival Folk Cantanhede – Semana Internacional de Folclore 2024, que acontece entre os dia 4 a 11 de julho, em Portugal. O grupo se apresentará ao lado de representantes de diversos países, como Cazaquistão, Eslovênia, Espanha, França, Indonésia, México, Portugal, Senegal, Sérvia e Taiwan, proporcionando um rico intercâmbio cultural.

Alexandre Teixeira / Ascom Secult

O grupo se apresentará ao lado de representantes de diversos países

O festival é uma iniciativa do Conselho Internacional das Organizações de Festivais de Folclore e das Artes Tradicionais (CIOFF/Unesco) e é organizado pelo Grupo Folclórico Cancioneiro de Cantanhede, da região de Beira Litoral – Gândara e Bairrada, em Portugal.

Para a apresentação, a trupe escolheu o espetáculo “Além do Mar – Folguedos das Alagoas”, que combina teatro de bonecos com danças tradicionais alagoanas. A peça proporciona uma experiência imersiva em que os bonecos ganham vida, compartilhando com o mundo nosso rico patrimônio cultural e fortalecendo a divulgação da arte do Mamulengo.

“O espetáculo é composto por Teatro de Bonecos e danças tradicionais dos principais folguedos de Alagoas. Em uma exibição da cultura alagoana na linguagem do Mamulengo, os bonecos introduzem os folguedos e, em seguida, ganham vida com os dançarinos que performam na frente, representando, dançando e cantando as tradições mencionadas, tudo acompanhado por música ao vivo. Durante a apresentação, são apresentados o Pastoril, Fandango, Guerreiro, Bumba-meu-boi e o Coco Alagoano, que encerra o espetáculo de maneira interativa, convidando o público a participar da roda de Coco, unindo espectadores e elenco no palco”, disse o diretor da trupe, Ricardo Camilo.

O diretor também destacou que a Trupe Canguelê adota a sustentabilidade como princípio central, confeccionando todos os bonecos com materiais reciclados, como garrafas PET, papel (machê e papietagem), papelão e restos de tecidos. Os instrumentos musicais utilizados pelo grupo também são feitos a partir de materiais reciclados.

A secretária de Estado da Cultura e Economia Criativa de Alagoas, Mellina Freitas, comentou sobre a importância dessa conquista. “É um orgulho imenso ver a Trupe Canguelê representando Alagoas e o Brasil em um evento tão prestigiado. Este é um reconhecimento do talento e dedicação de nossos artistas, além de uma oportunidade para mostrar a riqueza do nosso folclore e a arte do Mamulengo para o mundo”, destacou.

Fonte: Ascom Secult/AL

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos