Alagoano que desapareceu ao ser expulso de ônibus em MG é localizado e presta depoimento a PC

O segundo alagoano, Júnior Silvino, segue desaparecido

Cortesia

Erinaldo (à esquerda) foi localizado e Júnior Silvino segue desaparecido

O alagoano Erinaldo Clemente da Silva – que estava desaparecido desde o mês de maio após descer de um ônibus interestadual em Minas Gerais junto com um amigo – foi localizado e já retornou para Alagoas há aproximadamente duas semanas.

Segundo a denúncia dos familiares, os amigos, Erinaldo Clemente e Júnior Silvino, saíram de ônibus da cidade de Cascavel (PR) e fizeram uma parada no dia 08 de maio em Minas Gerais. Os amigos viriam a Maceió para visitar parentes e chegariam dois dias depois. No entanto, eles desapareceram no meio do caminho. Com o sumiço, as famílias resolveram realizar um boletim de ocorrências.

Além da PC/AL, a Polícia Civil de Minas Gerais também passou a investigar o caso e descobriu que os amigos saíram do ônibus após uma parada habitual depois que uma passageira relatou sofrer importunação sexual.

“Ao iniciar as investigações, fizemos contato com a Polícia Civil de Minas Gerais que relatou que o ônibus vinha fazendo as paradas normais e a infnormação é a de que eles estavam importunando sexualmente uma passageira, o que é crime. Eles com receio, após o começo de um tumulto com os outros passageiros que queriam prendê-los e agredi-los, desceram nessa rodoviária em Minas Gerais e se afastaram do ônibus, inclusive deixando os pertences”, informou o delegado Sidney Tenório.

A Polícia Civil, por meio da Diretoria de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), disse que continua investigando o caso uma vez que Junior Silvino da Silva, amigo de Erinaldo Clemente, continua desaparecido. “Os familiares dos alagoanos entraram em contato com a Polícia Civil em maio comunicando o desaparecimento deles em Minas Gerais. Eles ficaram mais de um mês sem fazer contato e há alguns dias, Erinaldo telefonou para a família e disse que estava em uma cidade entre Minas Gerais e Bahia. Os familiares foram buscá-lo e já está em Alagoas. Ele não deu muitas informações sobre o caso. O segundo alagoano continua desaparecido e seu celular desligado. Pedimos que ele faça contato com a família e esteja bem”, relatou o delegado.

Sobre o paradeiro do amigo, o alagoano encontrado não soube informar. “Erinaldo fala que após o tumulto no ônibus, eles se separaram. Desde então, não teve contato com a segunda pessoa desaparecida. Conta ainda que ficou descapitalizado e assustado porque nunca tinha sido acusado de um crime”, disse o delegado.

Alagoanos que desapareceram em viagem para o Paraná foram expulsos do ônibus após denúncia

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos