Saúde pede que pais vacinem seus filhos contra a dengue

 

A I Região de Saúde é formada por Maceió, Barra de Santo Antônio, Barra de São Miguel, Coqueiro Seco, Flexeiras, Marechal Deodoro, Messias, Paripueira, Pilar, Rio Largo, Santa Luzia do Norte e Satuba. Já a VII Região de Saúde é composta por Arapiraca, Batalha, Belo Monte, Campo Grande, Coité do Nóia, Craíbas, Feira Grande, Girau do Ponciano, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Lagoa da Canoa, Limoeiro de Anadia, Major Isidoro, Olho d’Água Grande, São Sebastião, Taquarana e Traipu.

 

Os municípios foram selecionados com base no número de casos registrados da doença, conforme dados do Programa Nacional de Imunização (PNI). O esquema recomendado acontece em duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações. A vacina contra a dengue protege contra os quatro tipos da doença.

 

Para o secretário de Estado da Saúde, Gustavo Pontes de Miranda, a vacinação é essencial para reduzir o número de internações e óbitos decorrentes da dengue. “A vacina não possui contraindicação e é a principal arma na luta contra a dengue. Os pais e responsáveis devem levar seus filhos para os postos de vacinação e assegurar a segurança clínica de seus entes amados”, reforçou secretário.

 

Cobertura

 

Segundo a Rede Nacional de Dados em Saúde, até esta terça-feira (9), a cobertura vacinal contra a dengue corresponde a 12,1%. Das 110.577 crianças e adolescentes na faixa etária de 10 a 14 anos que integram o público-alvo preconizado pelo Ministério da Saúde, apenas 3.408 já foram imunizadas no estado.

 

Com relação ao Panorama da Dengue, até a Semana Epidemiológica 27 foram notificados 16.065 casos suspeitos, dos quais 9.073 foram confirmados. Dez óbitos foram registrados nos municípios de Atalaia (1), Viçosa (1), Porto de Pedras (1), Rio Largo (1), Maceió (1), União dos Palmares (1), Murici (1), Craíbas (1), Teotônio Vilela (1) e Arapiraca (1).

 

Até agora, 19 óbitos suspeitos estão em investigação nos municípios de Boca da Mata (1), Porto Calvo (1), Atalaia (2), Barra de São Miguel (1), Piaçabuçu (1), São José da Laje (1), Maceió (5), Pão de Açúcar (1), Arapiraca (2), São José da Tapera (1), União dos Palmares (1), Porto Real do Colégio (1) e Pilar (1). No mesmo período do ano passado foram notificados 4.484 casos suspeitos de dengue, dos quais 2.810 foram confirmados, com o registro de um óbito confirmado no município de Maceió.

Fonte: Agência Alagoas

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos