Pastor que estuprou filhas gêmeas por 7 anos é preso após comentário em página de Instagram

Caso teria acontecido no município de Craíbas e o homem teria fugido para não ser preso.

Um pastor evangélico de 72 anos foi indiciado pela Polícia Civil (PC), acusado de estuprar e ameaçar as próprias filhas durante um período de pelo menos sete anos. Os abusos teriam iniciado quando as irmãs, que são gêmeas, tinham 7 anos, até elas completarem 14. O homem, que teria adotado as criaças quando elas tinham cinco anos, teria fugido, para não ser preso, após uma das vítimas conseguir filmar parte dos atos.

Os atos criminosos teriam iniciado ainda em São Paulo, onde eles moravam inicialmente, e continuou após eles se mudarem para Craíbas, no interior de Alagoas.

Ainda segundo detalhes, o caso chegou ao conhecimento do Núcleo de Investigação Especial (Niesp) através de um comentário na página de Instagram da PC, feito pela irmã das vítimas. Após o comentário, o chefe de operações do Niesp, Welber Cardoso, entrou em contato com as vítimas e intensificou as buscas contra o acusado.

Reprodução
Reprodução

De acordo com o chefe de operações, o idoso foi localizado na cidade de Amaraji, em Pernambuco, onde foi detido e, em seguida, levado para a Central de Polícia de Arapiraca, onde foram tomados os procedimentos necessários.

PC/AL

Acusado de estupro estava em casa quando foi supreendido por abordagem policial.

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos