Delmiro Gouveia sedia 1ª Conferência Territorial de Economia Solidária em Alagoas

Conferência promoveu discussões sobre intercooperação, agricultura familiar e o impacto positivo de iniciativas como a coleta seletiva

 

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (Sedics), por meio da Secretaria Executiva do Cooperativismo, Associativismo e Economia Solidária, realizou, nesta terça-feira (9), a 1ª Conferência Territorial de Economia Solidária em Alagoas, em Delmiro Gouveia. O encontro contemplou a região do médio e alto Sertão.

A conferência reuniu diversos atores sociais, empreendedores, gestores públicos dos ramos da agricultura, turismo, desenvolvimento econômico, trabalho, assistência social e representantes da sociedade civil para debater o papel da economia solidária no desenvolvimento socioeconômico da região e propor políticas públicas que incentivem e consolidem práticas econômicas solidárias e sustentáveis.

Para o secretário executivo do Cooperativismo, Adalberon Sá Júnior, o encontro marca o retorno de uma agenda nacional e um caminho de reconstrução da política de economia solidária. “As conferências são uma grande porta aberta para construir as políticas a partir da escuta da sociedade, uma escuta de quem faz a economia solidária na ponta, sejam os empreendimentos cooperativos, associações, grupos produtivos não formais, sejam as entidades de apoio como as universidades, sejam os órgãos públicos, os gestores públicos para colocar todos em uma mesma sintonia de reconhecer e de compreender o papel e a importância da economia solidária como instrumento de desenvolvimento socioeconômico para o estado de Alagoas”, afirmou.

Além da Conferência do Médio e Alto Sertão, serão realizadas conferências nas regiões do Agreste e Planalto da Borborema, Litoral Norte e Serrana dos Quilombos, Baixo São Francisco e Tabuleiro do Sul e Metropolitana.

As Conferências Territoriais antecedem a Conferência Estadual, que acontecerá em dezembro, e a 4ª Conferência Nacional de Economia Solidária, que acontecerá em abril de 2025.

De acordo com Adalberon, as conferências territoriais elegerão 20 delegados estaduais que representarão Alagoas na Conferência Nacional de Economia Popular e Solidária, levando as principais demandas de fomento da economia solidária do estado. “Tem empreendimento de economia solidária nos 102 municípios. A gente estima cerca de mil empreendimentos, nas mais diversas áreas de atividade econômica, gerando renda. Alagoas é um dos primeiros estados que começou a fazer as conferências, e a do Médio e Alto Sertão foi de uma altíssima participação, superou as nossas expectativas”.

Fonte:  Ascom Sedics

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos