Ligação, mensagem e gritos: Detalhes aterrorizantes do assassinato de esposa e filhas de comentarista da BBC são revelados

Louise, John, Carol e Hannah Hunt — Foto: reprodução/Facebook

Detalhes aterrorizantes surgiram sobre o triplo homicídio da mulher e filhas do comentarista de corridas da BBC John Hunt. Carol Hunt, de 61 anos, Louise, de 25, e Hannah, de 28, foram supostamente amarradas antes de serem mortas a tiros em um ‘ataque direcionado’ em sua casa em Hertfordshire na terça-feira.

Na noite de ontem, veículos britânicos como o The Guardian e o Daily Mail informaram que as vítimas fatais fizeram apelos desesperados por ajuda antes de serem brutalmente executadas.

O principal suspeito do crime é Kyle Clifford, de 26 anos, ex-namorado de Louise, que foi alvo de uma verdadeira caçada humana pelas autoridades e acabou sendo preso após ter sido encontrado escondido entre lápides em um cemitério no norte de Londres. Ele, que teria tentado se matar atirando em si mesmo com a suposta arma do crime, foi levado a um hospital da região sem grandes traumas.

Vizinhos das vítimas teriam ouvido gritos agudos que foram inicialmente confundidos com os de uma criança. Mais tarde, eles perceberam que eram os gritos desesperados de ajuda de uma mulher vindos da casa onde as três mulheres foram emboscadas por um assassino empunhando uma besta. Logo após os gritos silenciarem, o agressor fugiu do imóvel, momento em que a polícia já havia sido alertada e estava a caminho.

Uma das três mulheres teria ligado para o serviço de emergência e contado à polícia sobre o incidente em um esforço final antes que seu algoz fugisse da cena do crime. O comentarista John Hunt também recebeu um pedido de socorro em forma de mensagem, urgindo para que ele ligasse para a polícia.

Ao entrar na casa, a polícia se deparou com Carol, mãe de três filhos (ela tem outra filha com John), encontrada no corredor da casa com uma flecha de besta no peito, com evidências de amarras próximas a ela.

Uma fonte disse ao The Guardian que as três mulheres não estavam amarradas quando foram encontradas pela polícia, mas que havia marcas de contenções ao redor do rosto e dos pulsos, bem como sinais de ferimentos nos joelhos das vítimas.

Relatos apontam que Louise teria recentemente tido um “rompimento complicado” com Clifford pouco antes de sua morte. Às vésperas de ser assassinada ela teria publicado no X, antigo twitter, uma mensagem exaltando as “mulheres que partem” por sua “força”.

Fontes próximas à família revelaram que a separação deixou Louise tão abalada que ela recentemente bateu o carro em um poste telegráfico fora da casa da família.

Não demorou muito para que os investigadores seguissem o rastro de um suspeito depois que uma figura foi vista saindo correndo de um beco logo atrás da cena do crime. Vestido de preto, o homem foi capturado pela câmera caminhando calmamente com o que parecia ser uma besta debaixo do braço, escondida sob um lençol branco. Ele passou a poucos passos de uma vizinha, que estava sozinha na entrada de sua garagem acariciando um gato e pareceu assustada ao ver a arma mal escondida. Deu-se início então uma caçada humana de cerca de 24 horas que culminou na prisão do suspeito.

Fonte: Monet

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos