Junior Barbosa ‘falta’ a novo depoimento à Polícia Civil

Fracassou mais uma vez a tentativa da Polícia Civil de Alagoas de ouvir o depoimento do suplente de vereador Eliseu Oliveira Barbosa Filho, o Junior Barbosa, que está no Presídio de Segurança Máxima, acusado de liderar um grupo de extermínio que agia na parte baixa da cidade.

Barbosa, que depôs apenas aos integrantes do Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público, foi convocado pela segunda vez e não compareceu ao depoimento.

Segundo o delegado Denisson Albuquerque, um terceiro ofício será expedido ao sistema prisional de Alagoas para que o preso seja ouvido na próxima segunda-feira, dia 25, na sede da Delegacia Geral de Polícia Civil. Dois delegados foram designados para acompanhar o caso.

Ao todo, cinco pessoas estão presas acusadas de participar do grupo de extermínio. Com base no depoimento de Junior Barbosa ao Gecoc, o procurador-geral de Justiça, Sérgio Jucá, pediu ao Tribunal de Justiça autorização para que a Secretaria de Defesa Social investigue o deputado estadual Marcos Barbosa, citado pelo parente.

Desde a saida prisão, Junior protagonizou outro episódio estranho, teria sido atacado dentro da cela e precisou de atendimento médico fora do sistema. A Secretaria de Ressocialização chegou a afirmar que o preso se machucou após sofrer uma convulsão e posteriormente instaurou sindicância para investigar o episódio.

Ainda de acordo com Denisson Albuquerque, outras vítimas teriam procurado a PC para denunciar crimes supostamente praticados pelo grupo de extermínio.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *