Selfie, hino e ‘loucos’: corintianos fazem festa para o Corinthian-Casuals

GAZETA PRESSTorcedores corintianos impressionaram os jogadores do Corinthian-Casuals em Guarulhos

Torcedores corintianos impressionaram os jogadores do Corinthian-Casuals em Guarulhos

Anônimos na Inglaterra, os jogadores do Corinthian-Casuals tiveram uma recepção digna de astros no Brasil. Dezenas de torcedores do Corinthians foram ao Aeroporto de Cumbica na noite desse domingo apenas para recepcionar os jogadores ingleses, que disputarão um amistoso festivo com a equipe dirigida por Tite no próximo sábado, em Itaquera.

Desde o final da tarde, o desembarque do Casuals gerava expectativa no mais novo dos terminais do aeroporto. "Mas existe um Corinthians na Inglaterra? E por que tudo isso?", reclamou uma senhora, enquanto um grupo de torcedores já estendia uma faixa com a imagem de Sócrates. A seguinte frase estava em destaque: "O Corinthians é um estado de espírito".

Não demorou muito para que os jogadores do Corinthian-Casuals, clube amador que inspirou a fundação do Corinthians, compreendessem a definição exposta na faixa. Logo após apresentarem os seus passaportes à Polícia Federal, os ingleses começaram a ser requisitados a posar para fotografias e a distribuir autógrafos para funcionários do aeroporto.

Uma delas foi ao serviço neste fim de semana só para obter um registro dos atletas. E voltou radiante ao encontro do namorado, que a aguardava no saguão, exibindo o vídeo gravado no telefone celular como um troféu.

"Eles são muito humildes", ela contou.O assédio dos funcionários foi apenas uma prévia do que estava por vir. Quando os primeiros diretores do Casuals despontaram diante do público, com as suas gravatas nas cores marrom e rosa (as exóticas tonalidades do clube londrino), alguém gritou: "Vai, Corinthians!". Foi o estopim para a festa.

"Realmente, não tínhamos ideia do que é a torcida do Corinthians. Haviam nos alertado, mas, quando saímos com as nossas malas e vimos todo o mundo cantando e se juntando a nós…", comentou Matt Howard, técnico do Casuals, usando a mão esquerda para erguer o queixo caído. "Isso é inacreditável. Não estamos acostumados com esse tipo de coisa. É absolutamente algo de outro mundo. Inacreditável, inacreditável!", exclamou.

O mais festejado entre os ingleses era o atacante Jamie Byatt, grande destaque do Casuals, que costuma exibir uma camiseta com o símbolo do Corinthians brasileiro para comemorar os seus gols na Inglaterra. Desta vez, assim como os demais jogadores, ele estava vestido com um uniforme retrô do Corinthian. Mas bastaram alguns passos para que fosse enrolado por um torcedor com um bandeira alvinegra com o escudo que tanto gosta de divulgar.

"Isso é fantástico, brilhante. Não tenho palavras para descrever. É muito especial ver tantos torcedores assim", afirmou Jamie, segurando firme a sua bandeira, já com os olhos marejados. Empregado na área de construção civil na Inglaterra, ele se mostrou incrédulo com a fama adquirida como jogador de um clube amador. "Nunca vi nada assim. É inacreditável. Inacreditável!", declarou, repetindo uma palavra que já começava a se tornar um mantra no Casuals.

Jamie, no entanto, não se contentou em ser somente um jogador famoso em Guarulhos. Ele queria vivenciar também as mesmas experiências de um torcedor do Corinthians. Ao posar para mais fotografias com os seus companheiros e diversos torcedores, já do lado de fora do aeroporto, foi o atacante quem puxou o grito de guerra: "Vai, Corinthians!". Todos o seguiram.

O berro era o que faltava para os torcedores passarem novamente a entoar o hino do Corinthians. Jamie chamou o restante do time, que já se dirigia ao ônibus, para engrossar o coro. Cerrou os punhos, pulou e até fez questão de carregar um garoto nos ombros. Outros jogadores aproveitaram para tirar fotos e fazer vídeos da algazarra.

Alguns riam entre si: "Eles são loucos". Naquele momento, não restava mais dúvidas nem para a senhora emburrada no saguão: há, sim, um Corinthians na Inglaterra. E é "o clube mais brasileiro" de lá, como bradavam os jogadores convertidos em torcedores ao tentar repetir o hino cantado em português.

Fonte: ESPN

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações