PSOL/AL começa campanha para conquistar lideranças jovens

Objetivo é incentivar a participação de jovens no movimento estudantil
Objetivo é incentivar a participação de jovens no movimento estudantil

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), criado em junho de 2004, está se preparando para conquistar lideranças jovens, que ainda são estudantes. O Núcleo da Juventude do partido informou que a política interna tem o objetivo de incentivar a participação de militantes em grêmios estudantis e nos diretórios acadêmicos das faculdades e universidades.

A informação foi confirmada por Antônio Pereira Chicuta Neto, coordenador do Núcleo da Juventude do PSOL. Ele afirmou que as lideranças jovens do partido estão se organizando para lançar uma campanha de incentivo a participação nos movimentos estudantis.

“Hoje em dia as escolas públicas e privadas não possuem mais os grêmios, instrumentos de fortalecimento da luta pela melhor qualidade de ensino nas instituições. Nós lamentamos o fato de os estudantes não acreditarem mais nesse organismo de reivindicações e por isso, queremos incentivá-los a voltar a tomar gosto pela coisa. Quanto mais cedo começarmos a conscientização política, melhor capacidade de discernimento e responsabilidade teremos na nossa juventude”, defende Neto.

Luta

Antônio Neto destaca que algumas lideranças estudantis já integram o PSOL, mas a quantidade ainda é insuficiente. “Precisamos que mais jovens lutem pela qualidade do ensino, principalmente do público. Os governos não costumam destinar à rede pública a atenção merecida, não estruturam as escolas com equipamentos que possibilitem a inclusão social e o acompanhamento dos avanços tecnológicos, não valorizam os professores com salários dignos e um plano de cargos e carreira decente. Temos que ter pessoas que briguem com essas prerrogativas na Educação”, disse ele.

Universidade

Para as universidades o desejo de melhorias não é muito diferente. “Sabemos que existem cursos sucateados, a exemplo dos laboratórios de Jornalismo e Relações Públicas. A biblioteca também precisa ser atualizada, com a aquisição de novos títulos. Se uma universidade é a fonte de conhecimento do estudante de 3º grau, como aprender sem os livros mais recentes, que nos proporcionam o conhecimento do que há de mais novo em determinados assuntos?”, questionou o coordenador.

PSOL

O PSOL começou a surgir em 2003, quando a ex-senadora Heloísa Helena, o ex-deputado federal Babá e a deputada federal Luciana Genro foram expulsos pelo PT Nacional sob a alegação de descumprimento do Estatuto da legenda. Em 2004 começaram as peregrinações para se conseguir as 300 mil assinaturas exigidas pela nova legislação eleitoral para a criação de um novo partido político.
Os dissidentes petistas percorreram os 27 estados do Brasil e ultrapassaram a meta do TSE, conseguindo quase 900 mil assinaturas.

Em junho de 2004, em Brasília, data da fundação do PSOL, mais de mil ativistas viram nascer o partido que prega o regime socialista para o País. Hoje já são 1 senador, 3 deputados federais, 3 estaduais e dezenas de vereadores. E ano passado o PSOL disputou sua primeira eleição com candidaturas majoritárias e proporcionais no Brasil inteiro.

Hoje sem mandato, Heloísa Helena voltou a dar aulas no curso de Enfermagem da Universidade Federal de Alagoas e é a presidente nacional do PSOL.

Veja Mais

Deixe um comentário