Prefeitos são julgados por crimes eleitorais

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral, TRE, julga neste momento os recursos impetrados pelo advogado de defesa do prefeito de União dos Palmares, José Pedrosa, acusado de participar da expedição ilícita de diplomas e inauguração de obras durante o período eleitoral.

O advogado de acusação, Adriano Soares, encerrou a poucos instantes seu pronunciamento, onde destacou com fotografias e documentos, os crimes eleitorais praticados pelo prefeito José Pedrosa. Segundo Soares, durante os três meses que antecederam o período eleitoral de 2004, o prefeito participou da entrega e inauguração de obras públicas, o que caracteriza descumprimento da legislação eleitoral.

Entre as acusações apresentadas contra o prefeito de União dos Palmares, estão a inauguração de 110 casas populares nos povoados de Pindoba e Cavaco, obras entregues no dia 15 de julho de 2004. Neste mesmo período, José Pedrosa teria realizado a inauguração de um centro de Saúde.

Expectativa

O prefeito José Pedrosa e seu vice, Areskin de Freitas, aguardam o resultado do julgamento, no pleno do TRE. Neste instante, o advogado de defesa dos dois políticos, Paulo Roberto Cavalcante, conclui seu pronunciamento.

Os desembargadores e juízes do pleno também analisam o recurso do prefeito de Atalaia, Francisco Luis de Albuquerque, e seu vice, Augusto César Bonfim dos Santos, acusados pelo candidato derrotado nas eleições, José Lopes de Albuquerque, de abuso de poder e fraude eleitoral.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *