Ponte perde para São Caetano e tem liderança ameaçada

A Ponte Preta está com a liderança do Brasileiro ameaçada após perder para o São Caetano por 2 a 1, neste sábado, no Anacleto Campanella. Dimba, que teve passagem apagada pelo Flamengo, fez o gol da vitória de pênalti.

Com o revés, a Ponte Preta continua na liderança do Brasileiro, com 23 pontos, pelo menos até este domingo, quando o Fluminense, vice-líder (com 20), enfrenta o Botafogo no clássico carioca. Mas a equipe de Campinas terá que torcer contra o tricolor para seguir na ponta da tabela.

A vitória do São Caetano também impediu que a Ponte Preta realizasse um feito histórico neste sábado. O time de Campinas buscava sua sexta vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro, algo que nunca conseguiu desde que a competição é disputada, a partir de 1971.

Com isso, a Ponte Preta perdeu uma invencibilidade de quase dois meses (seis jogos). Depois de perder para o Fortaleza, no dia 14 de maio, o time empatou com o Paraná e venceu Vasco, Cruzeiro, Goiás, Juventude e São Paulo.

Um dos atrativos do jogo foi Edílson. Depois de uma passagem pelo futebol dos Emirados Árabes, o polêmico atacante, de 34 anos (ex-Palmeiras, Corinthians e seleção brasileira), voltou ao Brasil e estreou com pelo São Caetano.

O TALENTOSO E POLÊMICO EDÍLSON
Edílson é tão famoso pelos seus dribles quanto pelas polêmicas em que se envolve. Na final do Campeonato Paulista de 1999, quando a partida já estava decidida a favor do seu time, o Corinthians, ele fez "embaixadinhas" com a bola na frente do lateral Júnior e do atacante Paulo Nunes, praticamente parando a partida.

A "brincadeira" despertou a ira dos palmeirenses, que partiram para cima de Edílson para agredi-lo, o que acabou detonando uma briga generalizada em campo. Como punição, o atacante foi cortado pelo técnico Wanderley Luxemburgo da seleção brasileira que disputou a Copa América do Paraguai.

Depois de quase um ano na "geladeira", voltou a ser convocado, conquistando aos poucos seu espaço na equipe, chegando a ser campeão mundial na Copa de 2002 com o técnico Luiz Felipe Scolari.
Leia mais

Com o resultado, o São Caetano foi a 17 pontos ganhos e se aproximou da zona de classificação para a Copa Libertadores. O time também fez as pazes com a vitória depois de perder os dois últimos jogos, contra o Santos (3 a 1) e o Internacional (2 a 1).

Na próxima rodada, o São Caetano vai a Volta Redonda para enfrentar o Fluminense, no próximo domingo, às 18h10. Já a Ponte Preta recebe o Figueirense, em Campinas, no sábado, às 16h.

Fonte: Uol

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *