MEC oferecerá cursos à distância para médicos residentes no Norte e no Nordeste

Médicos residentes das regiões Norte e Nordeste poderão fazer cursos à distância a partir de agosto. Os chamados cursos livres resultam de parceria do Ministério da Educação (MEC) com os ministérios da Defesa e da Saúde. Entre as disciplinas oferecidas estão clínica médica, cirurgia, pediatria, ginecologia e obstetrícia, saúde da família e comunidade, ética e bioética.

Para a realização desses cursos, o MEC instalará pontos de transmissão de aulas, conferências e simpósios nas universidades federais dos estados de Alagoas, Sergipe, Bahia, Piauí, Maranhão, Ceará, Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Roraima, Cuiabá, Rio Grande do Norte, Pernambuco e em quatro outras localidades escolhidas pelo Ministério da Defesa. O investimento total é de mais de R$ 1 milhão.

O curso à distância, na opinião do diretor do Departamento de Residência e Projetos Especiais em Saúde do MEC, Antônio Carlos Lopes, é uma forma de democratizar o conhecimento, de levá-lo a "regiões onde se pressupõe que haja carência de informação". Em alguns desses locais, acrescenta, "já existe medicina de alto nível, embora não exista nos hospitais essa forma de transmissão do conhecimento – estamos tentando colaborar".

O curso é gratuito, terá carga horária de um ano e será reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica. Ao todo serão exibidas 420 horas de aula. O Ministério da Educação pretende ainda criar um mecanismo para avaliar a aprendizagem dos residentes que freqüentarem o curso e também um módulo interativo para que os alunos em regiões de difícil acesso possam tirar dúvidas com professores de outros estados.

Antônio Carlos Lopes disse também que o curso não será restrito a médicos residentes. "Os médicos da região, sejam estaduais, municipais ou da iniciativa privada, poderão assistir à transmissão e ter acesso ao conteúdo programático. No ofício que enviamos aos reitores, pedimos que estimulem a comunidade médica regional a participar das reuniões onde essas aulas serão veiculadas".

Fonte: Agëncia Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *