PM discute policiamento no referendo

Oficiais da Polícia Militar de Alagoas estiveram hoje no Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas com o objetivo de definir parte das estratégias de policiamento a serem usadas durante o referendo, no dia 23 de outubro.

Durante a reunião, o Tenente-Coronel Mário César Monte (Assessoria de Comunicação da PM), Major Dogival Ferreira (CPC), Capitão Davi Monteiro (CPI) e o Secretário de Informática do TRE, Daniel Macedo, decidiram que o policiamento usado nos municípios sedes estará à disposição a partir das 12h de sábado, um dia antes da votação.

Os policias militares ficarão encarregados de manter a segurança dos locais em que estarão as urnas até o término da votação. Já nos locais denominados de “termos” pelo TRE, nos municípios circunvizinhos dos locais-sedes, as equipes de apoio do TRE chegarão às 8 horas do sábado e receberão as urnas para a montagem das seções de votação. No domingo eles atuarão como auxiliares dos presidentes de mesa.

Segundo Daniel Macedo, os oficias os oficiais efetivos que serão usados durante o referendo são suficientes diante das ações programadas. “Por enquanto, nós necessitamos apenas dos locais de votação descriminados e os horários em que as urnas estarão nas sedes”, frisou o Capitão Monteiro.

Em todo o Estado existem 5063 seções, e em Maceió são 171 locais de votação e no interior, 661. Na capital, os locais de apuração dos votos serão no Clube Fênix Alagoano e no Centro de Educação Federal e Tecnológico – Unidade Maceió. No interior, os locais de apuração ficarão a cargo dos juízes eleitorais.

Veja Mais

Deixe um comentário