Fazendeiro é preso por desmatamento

O fazendeiro José Dias Pereira, acusado pelo Ibama de derrubar dois milhões de árvores na região da Terra do Meio, no sudoeste do Pará, foi preso hoje em Ourilândia do Norte, no sul do Estado, por uma equipe de policiais federais.

Eles cumpriram decreto de prisão preventiva expedido pelo juiz federal de Santarém, Fabiano Verli. José e seu filho, Joel, foram denunciados no começo de agosto por crime ambiental pela procuradoria da República no Pará. Se forem condenados poderão ficar na cadeia por período de três meses a quatro anos, além de pagar multa.

O procurador Renato de Rezende Gomes comemorou a prisão do fazendeiro, afirmando que a resposta da Justiça brasileira nesse caso "foi exemplar e rápida". O acusado foi transferido de Ourilândia do Norte, onde mora, para a delegacia da PF em Redenção, no sudeste do Pará. Hoje, será transferido para Santarém, onde será interrogado.

Rezende Gomes disse que os acusados destruíram 6.852 hectares de floresta nativa e receberam multa de R$ 20 milhões, a maior aplicada no País neste ano por crime ambiental. José Pereira é reincidente. No ano passado foi multado em R$ 3 milhões por desmatar 2.053 hectares de mata. "Nem a multa astronômica foi capaz de inibir os marginais, que, no ano de 2005, voltaram a delinqüir. O sentimento de impunidade forjou uma audácia, quase uma declaração de guerra ao estado democrático de direito", comentou o procurador.

Fonte: Correio web

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *