Líder de movimento gay é assassinado a facadas no Amazonas

O presidente da Associação Amazonense de Gays, Lésbicas e Travestis (AAGLT), Adamor Guedes, foi assassinado a facadas em sua casa na madrugada de hoje. Guedes era uma das principais lideranças na região Norte e comandava a AAGLT, uma das organizadoras da Parada do Orgulho na capital do estado do Amazonas.

A Subsecretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Conselho Nacional de Combate à Discriminação publicaram nota em que lamentam e se indignam com o assassinato de Adamor Guedes. "Como presidente da Associação Amazonense de Gays, Lésbicas e Travestis (AAGLT), Adamor desempenhou um papel fundamental na luta contra o preconceito e na promoção dos direitos dos homossexuais. A Secretaria e o Conselho prestam também sua solidariedade à família da vítima e aos militantes das causas defendidas por esta liderança", registra o texto.

A nota oficial também informa que o subsecretário de Direitos Humanos, Mario Mamede, determinou a ida do assessor da SEDH e secretário-executivo do CNCD, Ivair dos Santos, para Manaus, com o objetivo de acompanhar as investigações sobre o caso. O governo do estado do Amazonas já determinou prioridade para buscar informações sobre os responsáveis e checar qual a motivação do crime.

Fonte: Agência Brasil

Veja Mais

Deixe um comentário