Líderes decidem adiar votação da MP do Bem na Câmara

Depois de mais de seis horas de tentativa de acordo para votar as emendas do Senado à Medida Provisória 252, a chamada MP do Bem, os líderes partidários na Câmara decidiram adiar para esta terça-feira (11), a partir das 9 horas, a votação da matéria. A medida desonera a carga tributária em diversos setores.

O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse que há interesse em votar a MP e não deixar que ela perca a validade, o que ocorrerá se ela não for votada até quinta-feira (13). O relator, Custódio Mattos (PSDB-MG), apresentou há pouco o seu parecer, rejeitando algumas emendas dos senadores. Entre elas, a de número 27, que dispõe sobre o pagamento de precatórios concedidos pelos Juizados de Pequenas Causas.

Chinaglia disse não concordar com a rejeição unicamente dessa emenda, alegando que é preciso um equilíbrio nas contas públicas "e não apenas desonerá-las". Segundo ele, o pagamento desses precatórios mais que triplicou nos últimos dois anos. O líder informou também que insistirá no acordo, para que amanhã a Câmara possa aprovar a MP.

Havia 352 deputados no plenário na noite desta segunda-feira.

Fonte: Agência Brasil

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *