Bush tem reunião com Lula e cinco ministros pela manhã

Brasília – O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, desembarcou ontem à noite em Brasília e cumpre uma agenda cheia neste domingo.

O primeiro encontro de Bush com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ocorre às 11h15 da manhã, na Granja do Torto. Na reunião, devem ser discutidas a situação político-econômica da América Latina, questões relacionadas à Organização Mundial do Comércio (OMC) e à reforma da Organização das Nações Unidas (ONU).

No fim da manhã (11h50), assessores de ambos os países participam de uma reunião ampliada, seguida de declaração à imprensa dos presidentes brasileiro e norte-americano. Às 13h30,depois de passear pelos jardins do Torto, Bush será homenageado com um almoço oferecido pelo presidente Lula.

Participam das reuniões bilaterais e do almoço os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim; da Casa Civil, Dilma Rousseff; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues; e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan; o embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Roberto Abdenur; o subsecretário de Assuntos Políticos, embaixador Antonio Patriota, e o assessor Especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia.

Bush se encontra também hoje no início da manhã com jovens líderes brasileiros e às 16h40, Bush dará uma palestra no Hotel Blue Tree. No final do dia, o presidente dos Estados Unidos segue para o Panamá.

Na visita de menos de 24 horas ao Brasil, o presidente americano estará acompanhado de uma comitiva composta pela primeira-dama Laura Bush; da secretária de Estado, Condoleezza Rice; e do assessor para Assuntos de Segurança Nacional, Stephen Hadley, além de altos funcionários do governo.

Um forte esquema de segurança foi montado para receber o chefe do Executivo norte-americano. Composto por atiradores de elite, que vão atuar em pontos estratégicos por onde a comitiva presidencial passará; o esquema conta também com dois helicópteros da Polícia Federal (PF) de prontidão; cães farejadores capazes de localizar bombas, armas e produtos químicos; e homens do serviço secreto, do esquadrão anti-bombas, e do esquadrão contra a guerra química norte-americanos.

Outros quinhentos homens da Polícia Federal, 100 da Marinha, Exército e Aeronáutica e cerca de 1.200 da Polícia Militar participam da Operação América, como foi batizado o esquema de segurança.

No área próxima ao hotel em que o mandatário americano e comitiva vão se hospedar, no bairro do Lago Norte, à beira do lago Paranoá, os trabalhos de segurança estão sendo feitos pelo Núcleo Especial de Polícia Marítima. Nenhuma embarcação vai poder se aproximar do local.

Colaborou Luciana Valle

Veja Mais

Deixe um comentário