Lula tem vitória na reunião da OAB

Acabou há pouco a reunião mensal do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) que tratou de um tema delicado: a entidade deve ou não pedir o impeachment de Lula? A decisão foi negativa. O presidente da República saiu no lucro.

O presidente nacional da OAB, Roberto Busato, disse que a associação “não pode ser precipitada”. Por essa razão, prevaleceu a idéia de formar uma comissão de advogados que “vai trazer à casa os casos mais concretos” a respeito do escândalo do “mensalão”, declarou Busato.

Foi uma vitória política da maior relevância para Lula. A OAB tem sido nas últimas décadas uma instituição que sempre esteve ao lado de várias lutas democráticas. Em 1992, assinou o pedido de impeachment contra Fernando Collor.

Para Busato, a “ampla consulta às instituições democráticas para discutir a crise” é o melhor caminho. “Nesse momento, pedir impedimento seria aventura”, disse o presidente da OAB. Para ele, o impeachment é uma “medida amarga” e “depende do apoio da população”.

Em setembro de 1992, ao sofre o impeachment, Collor tinha apenas 9% de aprovação. Já a aprovação de Lula está na casa dos 30%, depois de cinco meses de escândalo do “mensalão”.

Veja Mais

Deixe um comentário