Governo garante continuidade do Ipaseal Saúde

O governo de Alagoas vem estudando medidas para garantir o funcionamento do Ipaseal Saúde, para que os servidores públicos possam continuar tendo acesso a atendimento médico a um baixo custo. Uma das medidas a ser implantada é o sistema de co-participação para todos os usuários – hoje essa modalidade atinge os funcionários que ingressaram no plano a partir de maio deste ano.

A recuperação do Ipaseal Saúde foi discutida hoje durante uma reunião entre o governador Ronaldo Lessa, o vice-governador Luis Abílio, e o presidente do instituto, Rogério Pinheiro. Participaram ainda do encontro, os secretários Pedro Alves (Geral de Governo) e Marcus Vasconcelos (Extraordinário). “O governo não vai acabar com o plano de saúde dos servidores”, garantiu Abílio, que vem conduzindo as negociações.

Segundo ele, o Executivo irá encaminhar nos próximos dias à Assembléia Legislativa projeto de lei com as mudanças a serem efetuadas no plano de saúde, começando com a inclusão do sistema de co-participação. Pela modalidade, o usuário passa a pagar uma taxa simbólica toda vez que for fazer consulta ou exame.

De acordo com Rogério Pinheiro, apesar do atraso no pagamento dos serviços prestados por clínicas e hospitais, o Ipaseal Saúde continua vigorando. “Alguns médicos de renome é que suspenderam o convênio por conta desse atraso”, explicou, mostrando que, no mês passado, o órgão pagou aos estabelecimentos médicos um valor de R$ 1,162 milhão.

Ao final da reunião, Lessa disse que irá solicitar à Procuradoria Geral do Estado a agilização na apreciação das mudanças a serem efetuadas no plano de saúde, para que o projeto seja encaminhado em caráter de urgência à Assembléia Legislativa. “Vamos fazer adequações no projeto para manter em funcionamento o Ipaseal Saúde”, completou.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *