Presidente do TSE diz que é difícil eliminar caixa 2 de campanhas eleitorais

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Carlos Velloso, disse hoje que é difícil eliminar o caixa 2 em campanhas eleitorais. Segundo Velloso, é possível, entretanto, reduzir o problema a proporções "ínfimas", com a ajuda de uma legislação nova.

O ministro fez as declarações depois de entregar ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, o anteprojeto de lei que propõe penas mais rígidas para os crimes eleitorais. O anteprojeto trata da parte relativa aos delitos eleitorais e do aprimoramento do sistema de prestação de contas pelos candidatos e partidos políticos.

De acordo com o anteprojeto, o crime de formação de caixa 2 (dinheiro não declarado), por exemplo, cuja pena hoje varia de um ano a três anos de prisão, passaria a ser punido com pena de três a seis anos de reclusão

Carlos Velloso disse que o presidente Lula recebeu as propostas com "contentamento". Segundo o ministro, Lula disse que vai criar uma comissão para estudar as propostas do anteprojeto. "Ele não deu detalhes de quem vai compor essa comissão", completou.

Fonte: Agência Brasil

Veja Mais

Deixe um comentário