Médicos devem começar a tirar Sharon do coma induzido amanhã

Médicos vão começar a diminuir a dose de anestesia aplicada ao primeiro-ministro israelense, Ariel Sharon, nesta segunda-feira para, gradualmente, retirá-lo do coma induzido a que foi submetido na na semana passada por conta de um acidente vascular cerebral (AVC). Resultados de uma nova tomografia computadorizada realizada nesta manhã revelaram melhora na condição de saúde do líder israelense.

A informação foi divulgada neste domingo pelo diretor do hospital Hadassah onde Sharon está internado, Shlomo Mor Yosef. Sharon ainda permanece em condição crítica de saúde, mas seus sinais vitais, incluindo a pressão intracraniana, estão normais.

Inicialmente, os médicos tinham planejado começar a retirar Sharon do coma neste domingo, mas decidiram esperar mais um dia, após a realização de uma tomografia computadorizada.

Yosef afirmou que o resultado do exame revela que o tamanho do cérebro de Sharon já apresenta um padrão normal, assim como a pressão sangüínea. O primeiro-ministro também não apresenta febre.

Na última sexta-feira, os médicos decidiram levar o primeiro-ministro novamente à sala de cirurgia depois que uma tomografia computadorizada indicou o aumento da pressão intracraniana e sangramento. O procedimento durou cinco horas e ontem Sharon passou a apresentar melhora.

Fonte: Folha Online

Veja Mais

Deixe um comentário