Almeida consegue R$ 7 milhões em Brasília

O prefeito de Maceió, Cícero Almeida (PTB) voltou com boas novas de Brasília. Segundo ele mesmo, o Governo Federal vai liberar mais de R$ 7 milhões para as obras de conclusão do Centro de Maceió. A notícia fez com que Almeida avaliasse como “superpositivo sua viagem”. “Estamos com um projeto de transformação desta cidade como um todo. Aquilo que sempre cobrei no legislativo, agora estou tendo a oportunidade de fazer no Poder Executivo”, destacou o prefeito.

Almeida disse que o Governo Federal se comprometeu em liberar o dinheiro o mais rápido possível e que conseguiu apoio junto ao Ministério das Cidades para viabilização de verbas para o início das obras do Eixo Viário, uma das principais promessas de campanha de Almeida. “Não posso garantir datas ainda, mas tudo indica que vai ser muito em breve”.

Surpresa

Entre um sorriso e outro, por conta dos resultados da viagem, Almeida deixou escapar que “em breve o povo maceioense terá uma surpresa muito grande em relação as obras realizadas”. Indagado sobre qual surpresa seria, o prefeito se limitou a responder: “não era nem para eu adiantar. Não quero falar nada, porque estou esperando respostas de Brasília. Em breve toda imprensa e toda Maceió saberá”.

Almeida falou também sobre as eleições de 2006 e negou que a Prefeitura de Maceió esteja servindo de plataforma política para o correligionário deputado federal João Lyra chegar ao Palácio Floriano Peixoto. “As decisões da prefeitura são minhas. O doutor João Lyra é um parceiro que tem acreditado no processo de transformação de Alagoas e confia no nosso trabalho. Ele mesmo disse isso em uma entrevista a imprensa recentemente. Quem coloca e tira secretário sou eu, quem manda na prefeitura sou eu”, destacou o prefeito.

Quanto a mudanças de secretários, Almeida revelou que não há mudança prevista, com exceção daqueles que já manifestaram intenção de serem candidatos a uma vaga na Assembléia Legislativa. “Nosso time está montado com pessoas boas, não há perspectiva de rodízios, não concordo com isto. Mudo de secretário se este não corresponder ou se houver algum problema, em que seja necessária a mudança. Caso não, tudo segue como está”.

Os secretários que devem deixar o governo municipal até o dia 30 de março são Régis Cavalcante (Educação), Rafael Tenório (Indústria e Comércio) e João Mendes (Guarda Municipal). “O correto é não mudar de secretariado por brincadeira”, colocou Almeida, que falou ainda não possuir nomes para as futuras mudanças.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *