Astúcia do motorista de ambulância salva gêmeo pré-maturo da morte

A dona de casa Maria Aparecida dos Santos, 21, que deu a luz a um casal de gêmeos, ontem à noite, por pouco não perdeu os dois bebês. Ela mora na cidade de Santana do Ipanema, no Sertão de Alagoas, de onde foi encaminhada do Hospital Dr. Arsênio Moreira, por volta das 17h de hoje, para tentar uma vaga no Hospital Universitário (HU). Ao chegar a Maceió um dos gêmeos morreu antes de ser atendido. Após insistir e não conseguir internar mãe e bebê, o motorista procurou uma equipe de tv, que ajudou a garantir o internamento onde a mãe já havia sido barrada sob o argumento de falta de leito.

Segundo o motorista da ambulância da Secretaria Municipal de Saúde de Santana, José Vieira da Silva, após 3 horas e meia de viagem a ambulância chegou ao HU, mas um dos bebês já estava morto. O motorista disse que tentou conseguir uma vaga para a menina, que chorava, mas foi informado de que não havia leito disponível. “O enfermeiro disse que agente fosse para a Santa Mônica porque lá (HU) não tinha leito”, explicou o motorista.

Após mais 20 minutos do trajeto entre o HU e a Maternidade Santa Mônica, outra decepção: também não havia leito disponível. Maria Aparecida e o motorista garantem que tentaram de todas as formas até que foram convencidos a tentar uma vaga na Casa de Saúde e Maternidade Paulo Neto. Mais uma vez se deslocaram na tentativa de salvar a garota, que nasceu de sete meses e, segundo a mãe, não estava bem de saúde. Só que ao chegar na Paulo Neto, ela ouviu, pela terceira vez, em menos de uma hora, a resposta de que não havia leito.

Vendo o desespero da mãe e o choro da criança o motorista da ambulância resolveu procurar ajuda na TV Alagoas/Band. A equipe do Plantão Alagoas abraçou a causa e acompanhou a ambulância até a Santa Mônica, onde a mãe e o bebê já haviam sido barrados sob o argumento da falta de leito. O repórter Alberto Lima insistiu sobre a gravidade da situação e relatou a morte do outro bebê que ocorrera a poucos minutos, antes de serem atendidos no HU.

Os médicos perceberam a gravidade da situação e, neste momento, Maria Aparecida dos Santos e a garotinha de sete meses estão internadas na Santa Mônica.

Veja Mais

Deixe um comentário