Alonso bate Schumacher e ganha no Bahrein; brasileiros têm problemas

Em uma batalha vencida na estratégia e na velocidade na pista, o atual campeão da F-1, Fernando Alonso derrotou o heptacampeão Michael Schumacher e venceu o GP do Bahrein, primeiro da temporada 2006 da F-1.

Schumacher, que largou na pole position, liderou a prova até a segunda -e última- parada nos boxes, quando o espanhol, que fez seu pit stop três voltas mais tarde, conseguiu voltar à frente, dividindo a curva com Schumacher e levando vantagem. Então, os dois mantiveram-se a uma diferença de no máximo 1,5 segundo até a última volta, mas o alemão não conseguiu ser rápido o suficiente para ameaçar o espanhol.

Já os brasileiros Felipe Massa, que fez sua estréia na Ferrari, e Rubens Barrichello, que debutou na Honda, tiveram problemas e ficaram em posições intermediárias, muito aquém das expectativas de ambos e fora da zona de pontuação: Felipe em 9º, e Rubinho, em 15º.

Massa, que largou em segundo, foi ultrapassado por Fernando Alonso logo na primeira volta, mas manteve-se muito perto do espanhol até a oitava volta, quando perdeu o controle do carro ao frear no fim da reta principal e rodou.

Então, o brasileiro precisou ir aos boxes e foi prejudicado por uma falha no equipamento usado para a troca de pneus. O pit stop demorou 46 segundos, e ele voltou na 21ª colocação, precisando fazer uma corrida de recuperação.

"Foi uma pena o que aconteceu, acho que a sorte não tava comigo", disse Massa. "Mas o carro é bom, começamos de uma maneira positiva. Coisas como essa acontecem em uma corrida, vamos ver se na próxima a gente melhora".

Barrichello, por sua vez, foi beneficiado pela má largada do companheiro de equipe, Jenson Button, e pulou da sexta para a quinta posição. Na terceira volta, entretanto, o brasileiro foi ultrapassado pelo britânico, que passou também Juan Pablo Montoya para assumir a terceira posição.

Pouco depois de sua primeira parada nos boxes, Rubinho perdeu a terceira marcha e, lento, caiu para a 15ª posição, onde se manteve até o fim da prova.

Em terceiro lugar, ficou o finlandês Kimi Raikkonen, da McLaren, que largou na última posição após ter problemas no treino, e fez uma excelente corrida de recuperação, seguindo a estratégia de realizar uma parada a menos nos boxes.

Fonte: Uol

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *