Trabalhadores rurais voltam a ocupar praça Sinimbu

Alagoas24Horas/ArquivoCláudio dos Santos, líder estadual do movimento" Fomos expulsos a bala do assentamento"

Cláudio dos Santos, líder estadual do movimento" Fomos expulsos a bala do assentamento"

Cerca de cem famílias ligadas ao Movimento Sem Terra (MST) estão acampadas, desde o começo da manhã de hoje, na praça Sinimbu, próximo à sede do Instituto Nacional de Reforma e Colonização Agrária (Incra), no Centro de Maceió. Os trabalhadores teriam sido expulsos de um assentamento no município de Atalaia e agora exigem a intervenção do Ministério Público de Alagoas, junto ao ouvidor agrário nacional, para dar fim à violência nas áreas assentadas.

De acordo com o líder estadual do movimento, Cláudio dos Santos, os trabalhadores rurais estavam no assentamento São Pedro. Na madrugada de ontem, cerca de dez homens armados teriam invadido o assentamento e ateado fogo a barracas além de terem proferir ameaças contra os trabalhadores.

“Os capangas da fazenda chegaram atirando em nós. Eles derramaram gasolina nos barracos e depois tocaram fogo. Até deram banho de gasolina nas crianças, mas por sorte ninguém ficou ferido”, destaca Cláudio.

Os trabalhadores rurais acampados na Sinimbu esperam a chegada dos líderes nacionais do movimento para iniciar as negociações. “Estamos reivindicando ações do poder público, principalmente a definição de medidas para diminuir a criminalidade nos assentamentos. Temos nossos direitos e não podemos viver ameaçados e correr risco de vida”, finaliza.

Veja Mais

Deixe um comentário