ALE vota projetos de reajustes salariais

Pelo menos 15 projetos de reajustes salariais e melhorias trabalhistas foram lidos no início dos trabalhos da sessão de hoje, da Assembléia Legislativa que começou por volta das 16h, mas está em recesso por pelo menos uma hora. Além dos projetos, foi apresentado o pedido de licença do presidente da casa, deputado Celso Luiz (PMN), que deve se ausentar por 30 dias para resolver compromissos pessoais.

Após a leitura dos projetos, os parlamentares pediram um intervalo de pelo menos uma hora para que as comissões pudessem analisar os projetos e então retornar a sessão com as resoluções. Na Assembléia, o clima é confuso. Jornalistas que acompanham a sessão e alguns parlamentares não entendem o longo período de tempo para análise.

Os reajustes são relativos aos funcionários públicos de órgãos como Instituto Zumbi dos Palmares (IZP), Iteral, Corpo de Bombeiros (CB), Ipaseal, Funesa, arsal, Agência de Inspeção e Defesa Agropecuária de Alagoas, IMA, DER, Educação, Engenharia do Estado, além da criação da carreira de Médico Veterinário e Economista.

Servidores

Do lado de fora da ALE, centenas de professores marcam presença desde as 12h, aguardando o resultado da votação que será decisiva para a categoria. Após cerca de duas semanas de constantes manifestações, na luta pela conquista da isonomia salarial, a categoria continua confiante.

Também na assembléia, dezenas de servidores da Defensoria Pública do Estado, Procuradoria Autárquica e Procuradoria do Estado, lutam pela conquista de salários iguais aos dos ministros do Superior Tribunal Federal (STF).

Segundo Rildison Martins, da Associação dos Defensores Públicos do Estado, um acordo que garantia o aumento dos salários sos servidores à medida que aumentasse o salário do executivo havia sido firmado durante o Governo Lessa, mas ficou para trás. “Estamos reivindicando o que é justo e esperamos sucesso na votação”, disse.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *