Polêmico ‘exército’ da Igreja Universal, Gladiadores do Altar chega ao Rio

O TempoPolêmico 'exército' da Igreja Universal, Gladiadores do Altar

Polêmico ‘exército’ da Igreja Universal, Gladiadores do Altar

Homens de até 26 anos marchando fardados, calçados de coturnos e com cabelos batidos, no estilo militar, batem continência para um líder. Esta cena não se passa em um dos quartéis do Exército Brasileiro. Mas dentro de templos da Igreja Universal do Reino de Deus. São os ‘Gladiadores do Altar’. O grupo jovem de evangelização, que vem gerando polêmica na internet, já reúne dezenas de adeptos no Rio.
Unidades da Universal em bairros como Recreio e Tijuca ostentam imagens dos cultos em suas páginas na internet. Numa delas, homens perfilados exibem camisetas com a sigla “C.A.” transfixada por uma espada, símbolo de luta do grupo na Catedral Mundial da Fé, em Del Castilho.
A Universal informou que o projeto conta hoje com 4.300 participantes em todo país. De acordo com uma nota, “os eventos estimulam o debate e a reflexão sobre aspectos do texto bíblico.” Além disso, segundo a assessoria da Universal, em sua maioria, os jovens são pessoas que tentam retribuir a ajuda que receberam em momentos de dificuldades. No entanto, não foi informado o motivo da exclusão de alguns vídeos ou a necessidade da vestimenta alusiva ao militarismo. Em montagens compartilhadas e comentadas por ‘gladiadores’, mensagens religiosas são entremeadas por imagens de guerra e disparos de armas de fogo.

A prática provocou crítica de líderes de outras correntes evangélicas. Embora reitere o respeito pela Igreja Universal do Reino de Deus, o pastor Fábio Inácio, da Igreja Cristã Contemporânea, acredita que continências ao altar e a um líder religioso podem desvirtuar o propósito religioso. “Acaba havendo uma distorção.”
Os vídeos do movimento — que já tomou conta de várias cidades do Brasil e encontram ramificações em templos de países como Argentina e Colômbia — têm sido compartilhados aos milhares nas redes sociais e alimentado a pergunta: “Afinal, contra o que marcha este exército?”
A indagação, feita em uma rede social pelo deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) após ver imagens de um evento do grupo, gerou nota de repúdio por parte da Universal. O deputado Jean Wyllys cobra explicações quanto à criação do movimento que pretende formar novos pastores. “O militarismo se constitui na presença de um inimigo. Afinal, quem é esse inimigo? Será que a prática atenta contra a diversidade sexual e religiosa?”, questiona o parlamentar.

Movimento foi criado em janeiro deste ano

As magens difundidas nas redes sociais, de acordo com a Igreja Universal, fizeram parte de uma série de apresentações da corrente religiosa em algumas capitais brasileiras. As marchas de grupos entoando frases de efeito teriam sido realizadas em diversos eventos, com coreografia ensaiada para marcar festivamente essas ocasiões.
Os integrantes da igreja, ainda segundo seus representantes, foram apresentados diante de milhares de pessoas. Muitas delas eram parentes e amigos dos jovens. Fundado em janeiro, o projeto Gladiadores do Altar estaria ligado à Força Jovem Nacional. No entanto, a Universal nega estar formando um exército fundamentalista. Apesar do gestual feito pelos jovens em vídeos divulgados na internet, que lembram saudações nazistas, a direção da igreja também desmentiu qualquer alusão à práticas armadas e extremistas.
A origem da polêmica, ainda de acordo com a Igreja Universal, estaria na “má fé de jornalistas e praticantes de outras religiões”, que teriam aumentado a polêmica e replicado as imagens na internet com diversos comentários sobre as cenas.

Fonte: O Tempo

Veja Mais

6 Comentários

  • fernando says:

    PESSOAL UM MOVIMENTO DESSE TEM QUE SER ,EXALTADO ,AFINAL SÃO MAIS DE QUATRO MIL JOVENS ,QUE ESTÃO EM DIREÇÃO AO ALTAR,OU SEJA ESTÃO NO CAMINHO CERTO,QUE MEUS FILHOS QUANDO CRESÇEREM SIGAM ESSE CAMINHO INDEPENDENTE DE RELIGIÃO…

  • RENAN says:

    A PERGUNTA É A SEGUINTE QUEM SERÁ OS INIMIGOS?
    NÃO SOU PASTOR MAIS PROFESSO UMA FÉ NO DEUS VERDADEIRO, É POSSO RESPONDER COM TODA PROPRIEDADE, OS INIMIGOS SÃO AS DROGAS QUE TEM RECRUTADO MILHARES DE JOVENS DE TODAS AS IDADES, DOENÇAS QUE NÃO EXISTEM CURA OU DIAGNOSTICO, VÍCIOS DE JOGOS DE AZAR QUE TEM LEVADO A MUITOS A FALÊNCIA, CASAMENTOS DESTRUÍDOS, CRESCIMENTO ASSUSTADOR DE DELINQUENTES NOS PRESÍDIOS, E SE EU FOR ESCREVER AQUI OS INIMIGOS DESSE EXERCITO VOU PRECISAR DE MUITO ESPAÇO. ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE A FUNÇÃO DO DIABO E MATAR ROUBAR E DESTRUIR, E A FUNÇÃO DESSE EXERCITO E COMBATER TODAS INVESTIDAS DO DIABO CONTRA A HUMANIDADE.

  • cobra naja says:

    fala serio,ja ñ basta de tanta desgraça,essa SEITA DA UNIVERSAL ,quer provar o que com isso????? furiosa.

  • JOSIAS DE OLIVEIRA says:

    ESTAO COM MEDO DE QUE É UM EXERCITO QUE LOUVA QUE ADORA E USA AS ARMADURAS DA FÉ E SAI DA FRENTE QUE OEXERCITO É GRANDE.

  • joana prado says:

    Jesus acende a luz eo fim do mundo,minha gente as pessoas estão ficando alienadas ,isto não e relegião e uma seita.ACORDEMMMMMMMMMMMMMMMM

  • Josuel Oliveira dos Santos says:

    É o Estado Islâmico à moda brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações