Agente da PRF é assassinado durante ocorrência no Sertão do Estado

lutoO agente da Polícia Rodoviária Federal Luiz de Gonzaga Pereira Santos, de 63 anos, morreu na noite de ontem, 10, durante ocorrência policial em Ouro Branco, no Sertão do Estado. De acordo com a assessoria do órgão em Alagoas, a PRF foi acionada para atender uma colisão lateral entre um veículo não identificado e uma motocicleta, na BR 423, com duas vítimas fatais.

 Enquanto sinalizavam o acidente, providenciavam a retirada dos corpos e registravam o sinistro, os agentes da PRF também se preocupavam com os curiosos que paravam no local. A aglomeração de pessoas poderia ocasionar atropelamentos.

 O autor dos disparos, identificado como Jeová Rodrigues de Lima, de 65 anos, que pilotava uma motocicleta, parou no local, desceu da moto e se aproximou dos corpos. Segundo testemunhas, o policial foi questionar sobre a presença do homem na rodovia, quando percebeu que ele estava armado. Eles entraram em luta corporal e houve troca de tiros.

O policial foi atingido por três disparos. Ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. O acusado, por sua vez, foi atingido no pé e, de raspão, nas costas. Ele ainda fugiu do local na sua moto. Mas, minutos depois, foi capturado pela própria equipe da PRF. Ele foi encontrado na maternidade de Ouro Branco, onde procurou atendimento. O caso foi encaminhado para a Polícia Federal, em Maceió.

Após a conclusão do inquérito, ele deverá ser indiciado por homicídio, cuja pena é de 6 a 20 anos. Caso incida alguma qualificadora, a pena poderá chegar até 30 anos de reclusão. Durante toda a ocorrência, a PRF recebeu apoio das demais forças de segurança: da Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas, e das Polícias Militar e Civil de Alagoas.

Em nota, a PRF informa que o órgão está em luto. “A morte do colega, de forma inacreditavelmente banal, deixa a PRF em luto. Ele tinha esposa e três filhos. Hoje (11), trabalharemos com uma faixa preta no braço, simbolizando a tristeza de perder não apenas um policial, mas um amigo alegre, um pai de família trabalhador, que morreu por escolher servir… Na essência mais pura dessa palavra. As homenagens deverão seguir por todo o dia. O horário e local do sepultamento ainda serão confirmados pela família.”

Fonte: PRF e Sedres

Veja Mais

31 Comentários

  • luis says:

    Não vale a pena ser policial hj em dia, nem os ricos nem os PMs… Mando meu filho estudar para não se suicidar.

    • José Roberto Morais de Oliveira says:

      O policial errou em abordar sozinho cidadão que estava portando a arma, pois passei 11 (onze) anos na polícia e nunca tive problemas, sai no PDV e hoje sou servidor do Poder Judiciário, ser policial não é querer ser super-homem, pois se assim o fizer vai se dar mal.

      • Diogo says:

        O sr. estava na situação?

      • jose de Jesus says:

        Que comentário mais inoportuno! Quem deve procurar quem errou no primeiro momento é a policia e não voce. comentário como este atribuindo culpa antecipada ao PRF é no mínimo irresponsável. Ademais o PRF agiu como deve agir não apenas um policial mas todas as pessoas de bem. Fico imaginando, que tipo de policial foi voce. ainda bem que não é mais. Que falta de sorte do judiciário alagoano t~e-lo como servidor.

        • José Roberto says:

          Quantos comentários imbecis, pois parecem até que são especialistas em segurança pública. Tenho certeza que se algum de vocês estivessem no local na hora do fato seriam os primeiros a saírem correndo, pois qualquer cidadão pode abordar uma pessoa que esteja portando arma, seja ela de fogo ou branca. Falar é fácil quero vê a pessoa na hora do aperto, ai saberemos quem é quem, lamento muito a morte do PRF, e espero que o Eterno console sua família.

  • Inaldo Odlani says:

    Lamentável. Meus pêsames à família. O pior é saber que essa bandido, depois de cumprir apenas um sexto da pena já terá direito à liberdade. Enquanto isso a esposa, filhos e pais ficarão com essa “pena” perpétua de sofrimento pela condenação à pena de morte imposta por esse indivíduo. Deus console a todos e que não deixem esse indivíduo impune. Façam o que tem que ser feito.

  • Wellington Figueiredo says:

    Meus sentimentos aos familiares do amigo Gonzaga.

  • .40 says:

    O PIOR QUE O OUTRO POLICIAL ACERTOU APENAS O PÉ DESSE BANDID,RUIM PRA TODOS DE BEM, PORQUE VINGARIA A MORTE DESSE SERVIDOR DE BEM, E BOM PRA ESSE POLICIA PORQUE SE TIVESSE ACERTADO PRA MATAR PERDERIAMOS 2 PATRULHEIROS UM PORQUE MORREU E O OUTRO ESTARIA PRESO, OH PAÍS DE LEIS DESMORALIZADAS,OS HOMENS DE BEM SÃO PUNIDOS MAIS QUE BANDID.

  • ERICO says:

    porque o parceiro não atirou pra matar ,só assim vingaria a morte do colega e ele o atirador ficaria preso pelo resto da vida

  • Gustavo says:

    Complicado ser policial em um pais onde não existem leis. Nossos políticos não fazem muito alem de articular tramoias para roubar aqueles que votaram neles. E aqueles que deveriam nos defender, nem podem ser defender. Lamentável!

  • christiane lima da silva says:

    MEUS SENTIMENTOS A TODOS DA FAMILIA!!!!!!

  • enganado says:

    Esse bandido foi armado para matar o condutor que colidiu e matou o casal na moto, mesmo ao motociclista estando errado e na contramão, ele é bandido e com certeza já aprontou muito, velho safado espero que haja justiça.

  • Guarda municipal DG/AL says:

    Lamentável. Meus pêsames à família do amigo Gonzaga.

  • Fernando Araújo says:

    A grande verdade é que a polícia vem sendo cada vez menos respeitada pela marginalidade. A lei penal brasileira joga o trabalho desses policiais no lixo. O bandido sabe que vai ser solto em breve e não teme ninguém.
    Pouca vergonha!

  • Joao Batista Machado. says:

    FICO MUITO REVOLTADO QUANDO UM POLICIAL TOMBA PELAS MAOS DE UM BANDIDO, ERA PARA A POLICIA TER FUZILADO ESSE CARA, COM ESSAS LEIS FOLEIRAS DO NOSSO PAIS LOGO, LOGO ESSE BANDIDO VAI ESTAR SOLTO.

  • Tenente says:

    Não entendi essa nem os ricos nem os PMS, explique melhor sua teoria eu como tenente PM estou na duvida.

  • ARIANA GOMES says:

    é lamentável e porque não mataram esse bandido? tomara que a familia dele possa fazer essa vingança de matar esse marginal

  • FEDERAL says:

    Meu sincero sentimento à toda família…

  • Ivan says:

    Outra coisa que precisa de esclarecimento. o Sr. José Roberto Morais de Oliveira escreve que o policial abordou sozinho, bem como afirma que o policial sabia que o sujeito estava armado.

    De onde tirou isso?

    Estava lá?

    Comentar é fácil demais.

    O fato é q ser policial nesse país é complicado, é um cargo que parece que tá na contramão de tudo (sociedade, MP, Judiciário, governo, etc).

    • jose roberto da silva says:

      o policial só queria resolver o problema mais infelismente muitos cidadãos não respitão mais as policias isto por conta de leis frageis que existe em nosso país

  • Jaunuario Dubosk says:

    Para afirmarmos que o policial errou, precisaria estar no local, além da matéria afirmar a existência de um colega. Sinceramente, há afirmações que não dá para entender. Ser policial não significa ser superhomem e nem tão pouco alguem pode imaginar que uma pessoa tenha vivido até os 65 anos, impune com tamanha maldade no coração. Se fosse um parente seu e queria vingar o que o policial tinha a ver com o acidente. Isso cheira alcool ou algo pior, mas pior ainda é um criminoso desse, nessa idade, ter porte de armas, quando a lei Brasileira não permite que pessoas do bem, utilize arma em sua própria casa. Tem que haver esclarecimento sobre tudo isso no mais, quem perdeu a vida foi o defensor da sociedade que esquecerá logo o fato. Sofrimento ficará para a familia, esposa, filhos, netos, enfim… foi-se uma vida e a própria polícia poupou a de um porco.

  • José says:

    Muito triste isso que aconteceu. Só que também já presenciei várias vezes policiais abusando de suas autoridades com cidadãos de bem. Fica a dica!!!

  • Costa Neto says:

    Cada vez se perde mais o poder de polícia o cidadão de bem fica acuado com tudo o que está acontecendo o militar por sua vez não tem mas o poder de polícia e os direitos humanos não faz sua parte só existe para proteger bandido nunca o cidadão de bem o policial seja ele militar civil PRF ETC é uma pena que os malas está tomando de conta de tudo só iremos encergar quando recair sobre nós mas é balera isso cuidesse

  • O ALAGOANO says:

    PURA REALIDADE SR.JOÃO BATISTA MACHADO, E REALMENTE REVOLTANTE

  • Alagoano says:

    José Roberto Moraes de Oliveira Vc deve ter passado 11 anos na polícia de outro Estado ou Vc era moita e trabalhava em algum gabinete, graças a Deus que Vc pediu pra sair. O policial estava atendendo uma ocorrência de acidente de trânsito numa BR, na divisa do Estado com Pernambuco, estavam apenas em 2, pois tanto a PRF quanto a PM aqui do Sertão o efetivo só são 2 por cidade. Por tanto se fosse Vc sei que não iria atender ocorrência alguma , e só pra constar o PRF não foi abordar esse bandido, ele estava fazendo o isolamento do local do acidente e o bandido foi pra cima do policial já com o intuito de ceifar a vida dele.

  • alagoana says:

    SEI NÃO VIU?ALAGOAS ESTÁ CHEIA DE MARGINAL.QUEM DIRIA que o velho de 65 anos tinha uma capacidade dessa.

  • Sylvio Costa says:

    Meus pêsames a família e amigos do colega. A família PRF, assim como a segurança pública de Alagoas, perde mais um homem, mais um servidor, mais uma pessoa, um pai de família disposto a dar sua vida pela segurança de estranhos. Que Deus cuide de sua alma e traga conforto a família.

  • nunes says:

    o amigo do policial assinado deveria t atirado na cabeça desse bandido,

  • nunes says:

    MEUS PESAMES PARA A FAMILIA, QUE DEUS RECEBA ELE DE ABRAÇOS ABERTOS.

  • nunes says:

    NAO ENTENDI PQ O POLICIAL AMIGO DO LUIZ GONZAGA NAO ATIROU NO MEIO DA TESTA DE BANDIDO VAGABUNDO

  • Jorge Michel says:

    A cada cabeça um comentário interpretativo e singular. De tudo apresentado nos trinta pontos de vista acima, tiro uma só conclusão: quase ninguém no Brasil respeita uma Autoridade Constituida, e Diplomada como tal.
    Todas as autoridades policiais, executivas e judiciais se acovardam em suas decisões devido a este desrespeito em geral e, assim um cidadão de Bem ao ver um evento procura ajudar e colaborar e, em contrapartida um outro
    cidadão, vândalos e bandidos portando armas de fogo e/ou brancas praticam atos bestiais e não são responsabilizados por seus atos, quando muito cumprem pequeno período na Escola do Crime e os restantes cinco sextos da pena ficam soltos para efetuarem novos crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *