Servidores do Judiciário protestam em frente à residência de Renan Calheiros

Manifestantes cobram participação do presidente do Senado Federal sobre a política de reajustes da classe.

(Foto: Jorge Farias / Alagoas 24 Horas)(Foto: Jorge Farias / Alagoas 24 Horas)

Cerca de 30 servidores do Judiciário Federal realizam, na manhã deste domingo (13), um ato público em frente à residência do senador Renan Calheiros (PMDB), localizada na Ponta Verde. O intuito dos manifestantes é cobrar do presidente do Senado Federal a sessão que julgará o veto à recomposição salarial da classe.

A reivindicação em Maceió segue a pauta nacional que prevê um aumento salarial de 53% a 78,56%. O Projeto de Lei da Câmara (PLC 28/2015) foi vetado pela presidente Dilma Rousseff (PT) e retornou à Casa Legislativa onde, segundo as lideranças, já deveria ter sido votado. “A primeira sessão foi desmarcada, o pessoal acredita que existe uma manobra política para essa demora”, informa Paulo Falcão, coordenador geral do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal de Alagoas (Sindjus-AL).

Em contrapartida, o governo federal teria oferecido um reajuste de 21% dividido em quatro anos, mas a ideia não foi aprovada pela classe. Com isso, o grupo permanece em greve e só trabalha com 30% dos serviços considerados essenciais.

Uma nova sessão sobre o assunto deve ocorrer no próximo dia 22 de setembro no Senado Federal.

Veja Mais

Deixe um comentário