Deputado denuncia abandono de escola e pede explicações ao governador

Unidade de Saúde fechada também foi alvo da denúncia do parlamentar

Ascom/ALEDeputado Pastor João Luiz

Deputado Pastor João Luiz

O deputado Pastor João Luiz (DEM) voltou a denunciar o descaso do poder público com uma escola e uma Unidade de Saúde abandonadas no Conjunto Santa Maria, localizado na rodovia BR-104. Na sessão desta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa do Estado, o deputado pediu ao governador do Estado explicações sobre a quem pertence dos dois equipamentos públicos, construídos pelo Governo Federal.

De acordo com Pastor João Luiz, o abandono e a depredação da escola já foram denunciados desde abril deste ano e nada foi feito para evitar a destruição total o prédio. “Já levaram as paredes, telhados, acabaram com a escola que custou 17 milhões de reais. Venho fazendo denúncia há muito tempo. Além da escola, lá tem um posto de saúde, que o Governo Federal entregou com vários consultórios, salas para cirurgias, praticamente um mini hospital  e está lá fechado. O povo está começando a levar as coisas”, disse o deputando, relembrando a denúncia feita na tribuna da Casa de Tavares Bastos há meses.

O deputado lamentou o fato de, apesar de ter feito denuncias anteriormente, o poder público não tomou nenhuma providência, e cobrou uma posição dos gestores. “Em oito meses de mandato, batalhei por essa escola para não ver destruída, me ofereci para fazer um contrato de comodato para cuidar da escola, mas agora não adianta porque ela está no chão. Mas ainda dá tempo de evitar a destruição do posto de saúde. Mais uma vez estamos denunciando e gostaria que o governador viesse a público para dizer de quem é a responsabilidade pela escola e pelo posto.

Em aparte, o deputado Inácio Loiola (PSB) também lamentou a situação da escola e da unidade de saúde, mas ressaltou que é preciso saber de quem é a responsabilidade pelos dois equipamentos públicos. “É lamentável, triste e vergonhoso. Veja a irresponsabilidade do Governo Federal que constrói e não sabe quem ia cuidar. É preciso saber se foi construída pelo Governo do Estado ou se foi diretamente construída pelo Governo Federal. O grande problema desse país é falta de um plano de governo integrado e a prova maior é este absurdo. Peço que a Comissão de Saúde da Casa comece a averiguar e investigar para punir os culpados”, disse Inácio Loiola.

Veja Mais

Deixe um comentário

Vídeos