Blog

Crônicas e Agudas por Walmar Brêda

Walmar Coelho Breda Junior é formado em odontologia pela Ufal, mas também é um observador atento do cotidiano. Em 2015 lançou o livro "Crônicas e Agudas" onde pôde registrar suas impressões sobre o mundo sob um olhar bem-humorado, sagaz e original. No blog do mesmo nome é possível conferir sua verve de escritor e sua visão interessante sobre o cotidiano.

Todas as postagens são de inteira responsabilidade do blogueiro.

Nerds

E a vez dos nerds

Quando o bicho pega,  sendo nesse caso o bicho um vírus -que nem bicho é considerado -esquece-se o gaiato popular da sala de aula  que virou um fenômeno da internet com milhões de seguidores, que ganha dinheiro aos tubos e que é objeto de adoração e inspiração dos jovens. Ou o craque de bola que é sempre o primeiro a ser chamado nas peladas, se destaca nos torneios e é cotado para jogar um dia num grande time.  Ou então o rapaz esperto que já faz negócios na escola, que ganha dinheiro entre os colegas  comercializando dezenas de produtos e do qual se espera que seja  um grande empresário um dia. E também o filho do ricaço que comporta-se como o típico herdeiro, bajulado por muitos e invejado por tantos outros.
Em momentos como esse é que lembramos e precisamos dos nerds.  Sim, aquele menino ou menina muitas vezes com  espinha na cara e óculos fundo de garrafa , que a “galera do fundão” só se refere de forma pejorativa e que ninguém olha, a não ser quando vai pedir “cola” na hora da prova. Aquele que se isola no recreio e que vive fechado em seu próprio universo hiperexplorado.  Nesse momento, milhares de nerds ao redor do mundo estão debruçados em microscópios, tubos de ensaio e telas de computadores, numa competição ferrenha para salvar a humanidade.  Estão enfronhados em laboratórios, longes da família, correndo risco e consumindo litros e litros de café, enquanto pesquisam, conferem, repetem testes e mais testes na busca de uma vacina para o avassalador coronavírus.  Esses heróis anônimos com suas cabeças capacitadas a buscar soluções no mundo microscópico, mas  que causam prejuízos descomunais para a humanidade, estão em evidência nesse momento.  A nós, pobres mortais, resta-nos  apenas assistir  a essa corrida,  enclausurados em nossas tocas, consumindo litros e litros de álcool gel e com os olhos suplicantes à espera de um “EUREKA” seja lá de que parte do mundo vier.
Os artistas , atletas, empresários e milionários estão meio esquecidos no momento -quiçá, com isso, os jovens de hoje mudem os seus ídolos e objetos de inspiração.  Salve, salve os nerds e CDFS, ou aqueles que simplesmente estudam para cuidar da saúde do ser humano.  Esse é o momento da galera que senta nas primeiras cadeiras na escola  salvar a todos,  inclusive a galera do fundão.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *