Trabalho de fiscalização garante a construção de mais um ecoponto

Ascom / SlumDescarte irregular de lixo

Descarte irregular de lixo

As ações de fiscalização da Superintendência de Limpeza Urbana de Maceió (Slum) garantiram a construção de mais um ecoponto na cidade. Trata-se de um terreno particular, na Santa Lúcia, por trás da Tupan, que era usado como ponto crônico de lixo.

Após ser notificada e autuada, a construtora dona do terreno firmou um acordo com o órgão para construir um espaço que vai atender a região. O local é alvo de um processo no Ministério Público Estadual, visto que a população sofre bastante com o acúmulo de lixo no local.

“A construção dos ecopontos garante que a população, em especial os carroceiros, tenha um local adequado para colocar seus resíduos. Dessa maneira, não há justificativa para fazer o descarte irregular”, afirmou Davi Maia, titular da Slum.

Maia ainda ressaltou a importância da constante fiscalização. “Nossos agentes estão todos os dias nas ruas para coibir e minimizar os pontos de lixo que ainda temos na cidade. Por isso, sempre falamos que o cidadão pode e deve ser também um fiscal da Slum. Sempre que presenciar descartes irregulares, a população deve fazer uma denúncia na Central de Limpeza”, afirmou o secretário.

Maceió já conta com três ecopontos em funcionamento: o da Pajuçara e o do Dique Estrada, que recebem pequenos volumes (até 1 metro cúbico) de resíduos de construção civil, restos de poda e material inservível e volumoso, e o Ecoponto Sururu de Capote, que foi construído na beira da lagoa para receber exclusivamente a casca do molusco.

Fonte: Ascom / Slum

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações