Futebol


Grêmio vence Monagas nos acréscimos e garante classificação às oitavas da Libertadores

Lucas Uebel/Grêmio FBPAi

O Grêmio está nas oitavas de final da Copa Libertadores. O atual campeão do torneio garantiu a classificação com uma rodada de antecedência ao vencer o Monagas por 2 a 1, fora de casa, nesta terça-feira, em um jogo com um final maluco. Ramiro abriu o placar no Estádio Monumental de Maturín, na Venezuela. Kannemann fez contra já nos acréscimos, e, segundos mais tarde, os visitantes definiram o triunfo com Jaílson convertendo um pênalti no último lance do jogo.

Com o resultado, o time gaúcho vai a 11 pontos e já não pode mais ser alcançado pelo Defensor-URU e pelo Monagas, que possuem quatro e três pontos, respectivamente. O vice-líder é o Cerro Porteño-PAR, que chegou a dez pontos ao vencer o Defensor por 1 a 0, no Uruguai, mais cedo.

Pela última rodada da chave, o Grêmio receberá o Defensor na Arena, na quarta-feira da próxima semana, às 19h15 (de Brasília). No mesmo dia e horário, o Cerro Porteño enfrenta o Monagas, em casa.

Para a partida desta terça-feira, Renato Gaúcho escalou um time misto. Dos titulares habituais, apenas Marcelo Grohe, Bruno Cortez, Kannemann, Pedro Geromel e Ramiro começaram a partida. Arthur e Everton estão lesionados.

Por falar em lesões, Alisson sentiu um problema físico e precisou deixar o campo logo aos 10min do primeiro tempo, dando lugar a Maicosuel.

Agora, antes do compromisso pela Libertadores, o Grêmio visitará o Paraná Clube na Vila Capanema, às 16h de domingo, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo

Mesmo atuando com uma equipe alternativa, o Grêmio não abdicou do ataque na Venezuela. O time de Renato Gaúcho pecava pela falta de velocidade e sofria com as más condições do gramado, porém conseguia incomodar a defesa do Monagas vez ou outra.

Com poucos minutos, contudo, o Grêmio sofreu uma baixa. Alisson, que havia desperdiçado grande oportunidade de abrir o placar ao pegar mal na bola quase na pequena área, lesionou a coxa esquerda e precisou ser substituído por Maicosuel.

A melhor chance de gol do time visitante no primeiro tempo ainda estava por vir, em uma jogada de bola parada. Cícero encobriu a barreira na cobrança de falta, buscando o ângulo, e acertou a trave. No rebote, Maicosuel chutou para fora.

O Monagas, sem grande nível técnico, só foi responder aos 44 minutos. Romero ficou com uma sobra de bola dentro da área, limpou a marcação de Kannemann e finalizou. Marcelo Grohe espalmou para salvar a equipe brasileira com uma bela defesa.

O panorama da partida não mudou muito no segundo tempo. Esperando mais efetividade de seu time, Renato Gaúcho trocou Madson por Lima aos 20 minutos.

Pouco depois, aos 23, o Grêmio foi premiado com um gol. Ramiro tentou encurtar o caminho para a meta com um chute rasteiro e despretensioso de fora da área. A bola passou por todo o mundo, inclusive pelo goleiro Baroja, e entrou.

O Monagas não se deu por vencido. Aos 35 minutos, os donos da casa criaram ótima chance para devolver o empate ao marcador. Quem desperdiçou foi Cádiz, que ficou diante de Grohe, além da marca do pênalti, após um cruzamento da esquerda de Reyes e parou na intervenção do goleiro.

Nos minutos finais, o jogo esquentou. Kannemann teve um lance de infelicidade ao cortar a bola contra a própria rede em um cruzamento da esquerda de Luís Gonzalez, aos 46 minutos.

FICHA TÉCNICA
MONAGAS 1 X 2 GRÊMIO

Local: Estádio Monumental de Maturín, em Maturín (VEN)
Data: 15 de maio de 2018, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Hernán Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)
Cartões amarelos: Javier García, Christian Flores e Óscar González (Monagas); Mason (Grêmio)
Gols: MONAGAS: Kannemann (contra), aos 46 minutos do segundo tempo; GRÊMIO: Ramiro, aos 23, e Jailson, aos 51 minutos do segundo tempo

MONAGAS: Baroja; Romero, Chacón (Dager Palacios), Trejo, Óscar González; Agnel Flores, Carlos Suárez e Javier García; Luís González, Cádiz e Christián Flores (Reyes). Técnico: Johnny Ferreira

GRÊMIO: Marcelo Grohe: Madson (Lima), Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Jailson, Ramiro, Cícero e Alisson (Maicosuel); Thonny Anderson (Thaciano). Técnico: Renato Gaúcho

Fonte: ESPN

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>