Polícia


Técnico de telefonia é preso acusado de furtar fios de cobre e repassar a ferro-velho

CortesiaFurto de cabos

Furto de cabos

Agentes do Grupo de Investigação da Delegacia Geral (GIDG) prenderam na manhã desta quarta-feira (16) mais duas pessoas suspeitas de furto e receptação de fios de cobre. O crime, cada vez mais comum, tem causado prejuízos milionários, além de afetar usuários em todo Estado.

Em apenas um mês, a Prefeitura de Maceió informou que sofreu prejuízo de mais de R$ 300 mil com o furto de cabos na capital. O mesmo tem ocorrido a operadoras de telefonia e TV a cabo, que afirmam sofrer prejuízos milionários com os furtos.

Em entrevista ao Alagoas 24 horas,  o integrante do GIDG disse que o suspeito foi flagrado na última semana quando furtava cabos na altura de uma distribuidora no bairro Antares, em Maceió. Graças às imagens do circuito de segurança e às investigações, os policiais conseguiram ligar o suspeito a outros quatro furtos.

Leia também

Polícia prende acusado de furto de fios; 6km foram desviados desde janeiro

furto de cabosPreso, o funcionário de uma empresa terceirizada que presta serviços a Oi confirmou os furtos e disse que teria vendido os cabos de cobre por cerca de R$ 6 mil. O quilo do cobre furtado estaria sendo comercializado, em média, a R$ 16,00.

Os agentes ainda conduziram a proprietária de um ferro-velho que comprou parte do cobre. A mulher, no entanto, alega que não desconfiou que o cobre fosse furtado, uma vez que o funcionário chegava ao local uniformizado e o com o veículo plotado. Como os policiais não encontraram cobre no ferro-velho, a mulher deve responder em liberdade.

Essa característica, por sinal, foi destacada pela Polícia Civil. Como o acusado realizava os furtos em veículo caracterizado, as pessoas acreditavam se tratar de manutenção e não furto, como ocorria. Marcos Pereira de Lucena foi preso em sua residência e encaminhado à Delegacia Geral de Polícia, no bairro de Jacarecica.

cabos2


Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>