Acusado de matar amigo é condenado a 18 anos de reclusão

Jonathan Cavalcante da Silva desferiu uma facada no pescoço de Alessandro Tenório de Farias, que veio a óbito; julgamento ocorreu na manhã desta quinta (17), em Maceió

Caio LoureiroJulgamento ocorre no 1º Tribunal do Júri, no Fórum da Capital

Fórum da Capital

O réu Jonathan Cavalcante da Silva foi condenado a 18 anos, quatro meses e 15 dias de reclusão pela morte de Alessandro Tenório de Farias, ocorrida em 2011, no bairro Tabuleiro do Martins, em Maceió. O julgamento foi realizado na manhã desta quinta-feira (17), no Fórum do Barro Duro.

Os jurados acolheram a tese do Ministério Público de Alagoas e condenaram o réu por homicídio duplamente qualificado. A pena deverá ser cumprida em regime inicialmente fechado.

O crime ocorreu na madrugada de 11 de janeiro de 2011, na rua José Luiz Rocha, no Conjunto Denilma Bulhões. De acordo com o MP/AL, a vítima foi morta com uma facada no pescoço desferida pelo réu. Na denúncia, consta que Alessandro e Jonathan seriam usuários de entorpecentes.

O julgamento foi conduzido pelo juiz Sóstenes Alex Costa de Andrade, titular da 7ª Vara Criminal de Maceió. “A culpabilidade do acusado foge da comum ao crime de homicídio, considerando a forte relação de amizade que ele e a vítima possuíam desde crianças, pois estudaram juntos no mesmo colégio, cresceram juntos na comunidade onde residiam, inclusive frequentavam a residência um do outro e, conforme apurou-se em Plenário, a vítima considerava o acusado como um irmão”, afirmou o magistrado durante a leitura da sentença.

Matéria referente ao processo nº 0002355-32.2012.8.02.0001

Fonte: Dicom TJ/AL

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *