Catarinense perde a memória e vem parar em Maceió; Entenda

O Creas descobriu que o rapaz é catarinense e estava sendo procurado pela família.

Cortesia ao Alagoas24horas

Jovem estava perdido em Maceió

Chegou ao fim o mistério sobre o caso de um jovem encontrado no terminal rodoviário João Paulo II, no Feitosa,  desmemoriado, apenas com uma mochila e uma quantia em dinheiro, sem qualquer documento de identificação e sem noção de como veio parar em Maceió.

Nesta quarta-feira, 09, depois de ser orientado por maceioenses, o rapaz procurou o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), no bairro da Jatiúca, onde contou que foi acordado pelo motorista do ônibus onde estava, sentindo fortes dores de cabeça. O rapaz procurou uma unidade de saúde e depois esteve na central de polícia para fazer Boletim de Ocorrência, no entanto, como não possuía documentos, não obteve êxito.

Hoje, no Creas, enquanto explicava sua situação, a equipe encontrou um recibo de uma passagem de ônibus comprada no dia 05 de janeiro deste ano, de São Paulo com destino a Maceió, no nome de Roberto Damásio Costa. A partir do nome foi possível descobrir que o rapaz desapareceu na cidade de Jaguaruna (SC).

De acordo com sites de notícias locais, o rapaz é casado e pai de uma filha de apenas 3 anos e morador de Balneário Camacho. Ele teria saído de casa dizendo que iria a um posto de combustíveis, na entrada da cidade de Jaguaruna, buscar o carro de uma cliente – o jovem trabalha com instalação de ar-condicionado. Desde então ele não foi mais visto.

Em entrevista ao portal HC, a irmã do rapaz disse que ele estava tendo episódios de esquecimento. “Como ele deixou o celular em casa, a gente viu uma conversa que ele teve com um amigo que é médico. Nessa conversa, ele relatou que teve episódios de esquecimento recentemente, e que chegou a ficar perdido, sem saber onde era a própria casa”, relata Joziane Damasio Costa.

“Entrei em contato com os irmãos dele, que irão providenciar uma pessoa para vir buscá-lo, em Maceió. Ele infelizmente não consegue lembrar da família, por isso eles vêm buscar e providenciar um tratamento para ele fazer na sua cidade natal”, explicou Vivian Silva, assistente social.

Cortesia ao Alagoas24horas

Recibo mostra que o rapaz saiu de São Paulo com destino a Maceió

Veja Mais

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações