PF cumpre mandados em AL contra fraudes no MTur e Sistema S

Wadson Correia/Cortesia

Agentes da PF cumprem mandados na sede da Casa da Indústria

Ainda em dezembro do ano passado, o então futuro ministro da Economia do presidente Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, afirmou a empresários da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) que pretendia ‘enfiar a faca’ no Sistema S. O objetivo, segundo Guedes, era cortar 50% de todo financiamento destinado ao sistema.

O sistema S inclui entidades como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Social do Comércio (Sesc), o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Comércio (Senac).

Nesta terça-feira (19), a Polícia Federal deflagrou uma operação que visa ao cumprimento de 40 mandados de busca e apreensão, além de dez mandados de prisão temporária. A operação, denominada Fantoche, investiga esquema de corrupção envolvendo um grupo de empresas sob o controle de uma mesma família que vem executando contratos por meio de convênios com o Ministério do Turismo (MTur) e entidades do Sistema S. Estima-se que o grupo já tenha recebido mais de R$ 400 milhões. As irregularidades seriam cometidas desde 2002.

Os mandados estão sendo cumpridos no Distrito Federal, Pernambuco, São Paulo, Paraíba, Mato Grosso do Sul e Alagoas. Segundo a PF, são investigadas a prática de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos.

Em Alagoas, um dos alvos da Polícia Federal é o prédio-sede da Casa da Indústria Napoleão Barbosa, na Avenida Fernandes Lima. Os funcionários estão na porta do prédio enquanto os agentes cumprem os mandados. Na capital alagoana estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão.

 

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações