Polícia tenta localizar segunda suspeita de roubar salão de beleza na Ponta Verde

A mulher ainda não identificada agia junto com o comparsa que foi preso no última sexta-feira (29)

Reprodução / Divulgação

Um dos suspeitos de cometer assaltos foi preso na última sexta-feira (29)

Atualizada às 12h15

A Polícia Civil de Alagoas está em busca de pistas que levem à prisão da segunda envolvida em um assalto a um salão de beleza localizado na Avenida Deputado José Lages, no bairro da Ponta Verde, na parte baixa de Maceió.

Um primeiro suspeito foi preso na sexta-feira (29) após investida integrada entre PM e PC, no Complexo Benedito Bentes, logo após a ação criminosa, quando os agentes se utilizaram do sinal de GPS de um dos celulares roubados, que apontava para o conjunto Morada dos Planaltos.

No local indicado, João Lucas da Silva, 18 anos, foi preso em uma residência da região onde foram encontrados também muitos itens roubados, entre eles dois celulares; dois televisores; um notebook; cinco chapinhas, quatro secadores e quatro máquinas de cabelo; uma maquineta de cartão, um relógio e bolsas contendo produtos de beleza e perfumaria.

O preso e os materiais apreendidos foram encaminhados para DEIC para a realização dos procedimentos cabíveis. Lá, diversas vítimas apareceram informando que foram vítimas do jovem, que agia junto a uma mulher, identificada como Aline Jéssica dos Santos, de 23 anos, que segundo a polícia já tem passagem por outros crimes.

Reprodução / PM/AL

Materiais roubados de salão de beleza estavam guardados na casa de um dos suspeitos

A dupla é suspeita de participar de pelo menos oito roubos. Os principais alvos são salões de beleza e lojas de artigos femininos.

A PC/AL divulgou também um vídeo de outra ação criminosa realizada no último dia 23 de março, na Rua Barão de Anadia, no Centro de Maceió. Nas imagens a suspeita chega ao endereço num táxi, entra e sai várias vezes do estabelecimento levando itens.

A Polícia ainda  investiga se o taxista também está envolvido nos atos criminosos ouse foi contratado à revelia da ação criminosa.

Quem tiver informações pode contatar a polícia pelo disque denúncia, através do número 181. O sigilo é garantido.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações