Taça na mão! CSA nunca perdeu título alagoano após vencer primeira partida

Gustavo Henrique / RCortez / Ascom CSA

O CSA está a um empate de conquistar o bicampeonato do Alagoano, no próximo domingo (21) diante do CRB, no Estádio Rei Pelé. A torcida azulina, porém, só conseguiu gritar “é campeão!” por dois anos seguidos há 22 anos.

Isto ocorreu em 1997, quando o CSA venceu o CRB por 1 a 0. Naquele jogo, o gol marcado pelo lateral-esquerdo Williams – de falta – sacramentou a bi azulino no ano. Aquele título, porém, se transformou em um tetracampeonato após as conquistas de mais dois títulos seguidos.

E no que depender da história, a taça deve ir mesmo para o Mutange novamente. Isso porque o Azulão jamais perdeu o título para o maior rival após vencer o primeiro jogo desde que as decisões passaram a ser disputadas no Estádio Rei Pelé, que tiveram início em 1970.

Em entrevista ao Alagoas 24 Horas, o radialista e historiador Walter Luís, afirmou que o Azulão nunca permitiu uma virada. “Na Era do Rei Pelé este feito jamais aconteceu”, disse.

O CSA venceu o primeiro jogo da final de 2019, disputado no último domingo (14), com gol do atacante Robinho. O Galo, por sua vez, tenta reescrever a história quebrando este tabu. O resultado desta história será contado no próximo domingo, a partir das 16 horas.

Veja Mais

1 comentário

  • Tony says:

    CSA x CRB é um clássico, e qualquer resultado é previsível, e na situação que se encontra os dois times, com altos e baixos nas competições que participam (e participaram), favoritismo não existe.

    Quanto a nunca ter perdido um título de campeão alagoano ao vencer a primeira partida, tabu existe para ser quebrado e será campeão àquele que aproveitar melhor às oportunidades construídas e os erros do adversário.

    Esse CRB x CSA será um jogo diferenciado e inesquecível. Quem assistir, não esquecerá jamais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações