Justiça condena acusadas de tentar entrar em presídio com drogas escondidas em sandálias

Seris

Três jovens – acusadas de tentar entrar no Presídio de Segurança Máxima com entorpecentes escondidos em sandálias –  foram condenadas pela Justiça alagoana por tráfico de drogas. A decisão foi publicada nesta segunda-feira, 15, no Diário da Justiça Eletrônico.

De acordo com os autos, no dia 12 de janeiro deste ano, as jovens, identificadas como Thayná Sthefane Silva dos Santos, Érica Paes Alexandre e Ana Cristina da Silva, foram flagradas com sandálias recheadas de cocaína e maconha durante revista minuciosa realizada por agentes penitenciários.

Thayná assumiu que levava as substâncias para o companheiro, e avisou que Érica também estava com drogas. Érica afirmou que recebeu as sandálias de Ana, que confessou ter repassado os calçados. Ao todo, foram apreendidos 25g de maconha e 3g de cocaína.

Ana Cristina deve cumprir pena de 5 anos e 10 meses de reclusão em regime inicialmente semiaberto. Já Érica e Thayná foram condenadas a um ano, 11 meses e 10 dias. Contudo, as penas das duas acusadas foram substituídas por prestação de serviços à comunidade e obrigação de “recolher-se à Casa do Albergado ou outro estabelecimento adequado, aos sábados e domingos, por cinco horas diárias, em horários estabelecidos pelo Juiz da execução”.

Matéria referente ao processo nº 0700024-85.2019.8.02.0067

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações