Em protesto, professores classificam como “Fake News” melhorias na Educação apontadas por Renan Filho

Devido ao protesto, o Executivo Estadual mudou a agenda do Governo Presente

Sinteal/Cortesia

Professores da rede estadual de ensino realizaram uma manifestação, nesta quinta-feira, 03, durante as atividades da 10ª edição do Governo Presente, evento organizado pelo Governo de Alagoas na cidade de Arapiraca, agreste alagoano. Devido aos protestos dos servidores públicos, o Executivo Estadual alterou a programação do evento.

Nesta manhã, os manifestantes saíram em caminhada pelas ruas da cidade de Arapiraca e seguiam ao Bosque das Arapiracas, local onde o governador Renan Filho daria início a solenidade do Governo Presente. Mas, com o protesto, a organização do evento mudou a programação às pressas e transferiu a abertura das atividades em Arapiraca para o Teatro do Sesi, no bairro Primavera.

“Descobriram nossa agenda aqui e ele (Renan Filho) fugiu para não ver o rosto da classe trabalhadora protestando e cobrando a educação que o filho do trabalhador merece. Estamos aqui e não vamos nos ajoelhar para este governo Fake News, que diz na imprensa e redes sociais que a Educação é uma das melhores do país, mas quem está no chão da escola sabe o quanto é desvalorizado”, disse a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Alagoas (Sinteal), Consuelo Correia.

Ainda segundo informações do Sinteal, a mobilização faz parte da Greve Nacional da Educação que luta contra as políticas antieducação do Governo Jair Bolsonaro e a desvalorização da categoria em Alagoas devido a falta de negociação com o Governo Renan Filho.

O Sinteal explicou que o Governo de Alagoas quer impor mais um ano sem reajuste salarial para os professores. “Desde o início do ano, para tocar para a frente a campanha salarial, enfrentamos um governo estadual que não negocia e quer impor, mais uma vez, uma política de desvalorização e de fome contra a categoria, de zero por cento de reajuste. Da mesma maneira, não aceitamos a postura de outras prefeituras do interior do estado, de dificultar as negociações com o sindicato, desrespeitando os profissionais da educação”, informou Consuelo.

As manifestações da Greve Nacional da Educação seguem na tarde desta quinta-feira, 03, em Maceió. A concentração será na Praça Centenário, no bairro do Farol.

 

 

 

Veja Mais

1 comentário

  • Emanuel Silva says:

    Contradição: fazem ato em defesa da Educação prejudicando o direito dos alunos de ir às aulas! Professores hipócritas e estudantes tolos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações