Caso Davi Hora: reconstituição do crime é feita em São Miguel

Neste momento, o delegado de São Miguel dos Campos, Antônio Carlos Lessa, realiza reconstituição do homicídio do estudante Davi Hora Omena Barros. Ele foi baleado quando voltava com um grupo de amigos de um show em São Miguel dos Campos, há quase um ano.

A reconstituição tem a presença de testemunhas, do acusado de ter praticado o crime, Rodolfo Amaral, e do promotor do Ministério Público, Nielson Miranda.

Crime

Davi Hora foi baleado quando voltava com um grupo de amigos de um show em São Miguel dos Campos, no dia 23 de junho do ano passado.

Segundo o inquérito, houve uma briga para definir quem iria dirigir o carro, e Rodolfo Amaral teria pego a arma e efetuado o disparo contra Davi Hora. A versão do acusado, entretanto, era de que Davi Hora tentou pegar a arma debaixo do banco do carro e esta disparou por acidente.

No momento do crime, apenas dois adolescentes estavam no mesmo carro que o acusado e a vítima. Eles alegaram ter encontrado a arma, mas a jogaram no rio de São Miguel.

Rodolfo Amaral se apresentou à Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, mas teve o habeas corpus concedido pela Justiça.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações