Braskem: de chantagista e irresponsável à vítima

Em atitudes orquestradas e até mesmo ameaçando fechar suas portas em Alagoas, o que abalaria os cofres do Estado, a Braskem viaja entre as acusações de chantagista, que foi classificada pelo vereador Francisco Sales, à vítima de todo este processo.

Se o bombardeio contra a empresa foi sério na Câmara de Vereadores, na Assembleia Legislativa os deputados também fizeram coro à ameaça de paralisar suas atividades. Na berlinda, a Braskem trabalha no “salve-se quem puder” e a oposição às suas decisões cresce a cada dia. De chantagista a irresponsável, a empresa que perfura poços há 44 anos em Maceió parece não se importar muito com o fato. Se prepara para uma batalha judicial, já que certamente irá contestar o laudo emitido pelo Serviço Geológico do Brasil.

Veja Mais

1 comentário

  • ROBERTO BRANDAO says:

    FAZ UM BOM TEMPO QUE O ESTADO DE ALAGOAS PASSOU 8 (OITO) MESES SEM PAGAR O SALÁRIO DOS SEUS FUNCIONÁRIOS E DEIXOU DE CUMPRIR SEU COMPROMISSOS. TUDO ISTO PASSOU.
    NÃO QUEREMOS ISSO DE VOLTA POR CONTA DA QUEDA NA ARRECADAÇÃO. ACHO QUE NINGUÉM
    LEMBRA MAIS. OCORRENDO ISTO PASSAREMOS MAUS BOCADOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações