Braskem: de chantagista e irresponsável à vítima

Em atitudes orquestradas e até mesmo ameaçando fechar suas portas em Alagoas, o que abalaria os cofres do Estado, a Braskem viaja entre as acusações de chantagista, que foi classificada pelo vereador Francisco Sales, à vítima de todo este processo.

Se o bombardeio contra a empresa foi sério na Câmara de Vereadores, na Assembleia Legislativa os deputados também fizeram coro à ameaça de paralisar suas atividades. Na berlinda, a Braskem trabalha no “salve-se quem puder” e a oposição às suas decisões cresce a cada dia. De chantagista a irresponsável, a empresa que perfura poços há 44 anos em Maceió parece não se importar muito com o fato. Se prepara para uma batalha judicial, já que certamente irá contestar o laudo emitido pelo Serviço Geológico do Brasil.

Veja Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notificações no seu whatsappReceba nossas notificações